11/02/2017

Resenha | O Livro de Memórias


O Livro de Memórias
  • Autor: Lara Avery
  • Editora: Seguinte
  • Páginas: 392

Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano. É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.

Ei gente! Estou tentando voltar aos poucos com os posts e as resenhas - de acordo com o que consigo e com ajuda de muitas pessoas queridas. Antes de tudo isso acontecer, O Livro das Memórias foi uma das minhas últimas leituras confortáveis e completas. Quando recebi a proposta de resenhá-lo pela Editora Seguinte, não sabia muito o que esperar. Fazia uma certa noção, mas não queria ler a sinopse. Queria me surpreender, assim como sempre quero em todas as leituras. E de certa forma, eu fui.


Samantha já tem sua vida toda planejada. Terminar seu ensino médio, sair de sua pequena cidade, entrar na faculdade e ser uma profissional super bem sucedida. Ela só não contava que no meio desse caminho muito bem construído uma doença muito rara fosse aparecer. E essa doença faz com que todas suas memórias sejam apagadas, além de - a longo prazo - ir diminuindo suas funções motoras e sua saúde como um todo. Então, ela resolve montar um diário contando tudo o que acontece no decorrer de seus dias para ela não se esquecer de nenhum detalhe de sua vida. 

O Livro de Memórias é exatamente o que o título entrega. Samantha conversa com ela mesma e com o leitor ao longo das páginas. Ao início a personagem é extremamente crítica e de certa forma até prepotente com o que quer. Ela mira e quer exatamente aquilo ali. E ela não pensa se aquele objetivo será realmente bom para ela. Ele será e ponto final. Em contrapartida, sua doença começa tímida e ela mesma às vezes nem acredita que a tem. Acha mesmo que pode ser um caso raro de que vá realizar tudo o que quer, independente dela. E por que, não?

E aí é que está o que me fez gostar tanto do livro. A autora soube trabalhar muito bem o crescimento tanto de personagem quanto de doença. E de acordo com o que acontece com elas, há o reflexo óbvio nas ações de Samantha e em suas escolhas. Apesar de ser apenas uma adolescente, ela reflete e amadurece rapidamente por conta de tudo o que tem que passar. E aqui vem um puxão de orelha da minha parte: mesmo sendo maravilhoso todos esses momentos de autoconhecimento, achei tudo tão rápido. Passei tantos momentos com a Samantha prepotente que achei que a Samantha madura merecia mais páginas.

O livro - além do óbvio tapa na cara - nos dá a sensação de "será que é isso mesmo que quero?". Aprendi e gostei muito das palavras que Lara Avery colocou em seu livro, mas só fui conquistada mesmo do meio para frente da narrativa. Muito por conta da personagem. Ela não é carismática logo de cara. Você precisa conhecê-la. Demanda tempo. Acho O Livro de Memórias muito válido para a leitura de todos aqueles que gostam do gênero Young Adult e que gostam de refletir a respeito do tema. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo