18/07/2016

Dica | Jane The Virgin


Aconteceu. Terminei a Maratona de Grey's Anatomy, acabou a sexta temporada de Game of Thrones e eu fiquei órfã de seriados. Mentira, porque tenho uns 10 para colocar em dia. Mas sabe quando você tem várias coisas para assistir, mas não quer ver nenhuma delas? Então, era esse o caso. Até que um dia estava passeando pelo Buzzfeed e li uma matéria a respeito sobre o que assistir agora que a Season Finale de GoT tinha acontecido. Tinham várias séries com a temática parecida, séries britânicas, séries que eu já havia assistido inclusive. Até que no meio da lista lá estava: Jane The Virgin. Por vários minutos pensei "Né possível. Colocaram essa série aqui no meio ou de brincadeira ou realmente para sair do contexto." Então, foi aí que entendi: o drama nas duas é tão grande quanto uma novela mexicana.

Resolvi dar uma chance e me apaixonei! Jane The Virgin é realmente um seriado quase novela mexicana. Tanto que foi baseada em uma para ser criada. Nela conhecemos Jane, uma jovem que está terminando a faculdade, possui um namorado maravilhoso e uma família composta por mãe e avó - essa última latina. Durante sua vida inteira ela só teve certeza de duas coisas: novelas mexicanas são maravilhosas. E que deveria se casar virgem. Sua vida foi seguindo exatamente esse rumo, até que em uma consulta de rotina ela é inseminada acidentalmente e acaba ficando grávida. Do irmão da médica que a inseminou. Mesmo cara que deu um beijo inesquecível em Jane a anos atrás. Ah sim. E ele é dono do hotel onde ela trabalha. Olha só o drama acumulado acontecendo na nossa frente!



A grande diferença de Jane the Virgin é: os clichês estão por toda parte. Toda mesmo. Irmãos gêmeos, peruca, cadeira de rodas falsa, gente empurrada da escala, um grande triângulo amoroso. Mas tudo isso é trabalhado em cima de muita comédia. É impossível contar a quantidade de vezes que ri assistindo. E tenho que ressaltar: temos um narrador na história. Sim! E ele é o grande culpado por várias das minhas risadas.

Me senti completamente conectada com Jane. Muitas coisas da personalidade dela batem com a minha - organização extrema, apaixonada por romances, uma romântica incurável - fora as vergonhas alheias tão ótimas que eu não sabia onde enfiar minha cara. E estava acontecendo com ela, não comigo. Fora Jane, as matriarcas da família Villanueva são maravilhosas. Tanto Xiomara - mãe de Jane - e Alba - sua abuela - são fundamentais para que a história ande. E o que dizer do triângulo amaroso entre Jane, Michael - seu namorado/noivo de dois anos - e Rafael - pai do seu bebê? Meu ship muda tanto que eu nem sei mais. Já comecei minha campanha de ser #TeamJane, porque não está sendo fácil torcer para nenhum. Quero mesmo só a felicidade da Jane. s2


Está vendo? Me sinto conectada a esse ponto de querer um final feliz para a personagem. Acho muito válido a todos vocês que estão saturados do mesmo a darem uma chance a Jane The Virgin. É uma série tão sem pretensão que trás tantas gargalhadas que vale a pena. A série está na segunda temporada e ela volta em outubro com a terceira. Já estou quase finalizando a segunda - isso porque comecei a duas semanas. Estou boa nesse negócio de maratonas, viu?



Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Ai gente! Fiz um post recomendando Jane ontem no blog! hahaha
    Jane é mara!!! Amo!

    ResponderExcluir
  2. Acho a ideia da série muito doida e divertida, mas não vejo muitas do tipo... exatamente por já ter demais pra assistir. Tenho uma porrada pra colocar em dia e não dá pra enfiar outra nessa lista no momento. Mas quem sabe uma hora não dou uma chance né? Gargalhadas é o que não deve faltar mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Criamos um monstro de maratonar séries kkkkkk
    Essa série esta na minha lista, nem sei se irei gostar mais tem um grupo de amigas que só falam nisso ultimamente, e quando começam eu só fico viajando rssss

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia a série e achei bem bacana.
    Gosto de novelas mexicanas, cresci vendo essas novelas.
    Com certeza, vou começar a ver a série.
    Outra coisa que achei legal,foi torcer pela personagem e não para seus possíveis pares românticos. Pois, mesmo sendo ficção, o importante é a personagem ser feliz.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Já tinha visto essa serie antes, mas ainda não tinha para ver o trailer e tenho que assistir, adorei essa serie parece ser bem engraçada e com certeza temos vários clichês mas nessa serie isso não se torna algo ruim nem cansativo, quero muito assistir essa serie !!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo