04/05/2016

Resenha | Nove Regras a Ignorar antes de se Apaixonar

Nove Regras a Ignorar antes de se Apaixonar
  • Autor: Sarah MacLean
  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 384
A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube de cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Ei gente! Estou aprendendo um bocado pela editora arqueiro a respeito de Romances de Época - e suas autoras. Eu não conhecia a autora Sarah MacLean, mas tudo que diz respeito a esse gênero eu gosto de experimentar. Encontro muitas surpresas boas assim e foi esse o exato caso com Nove regras a ignorar antes de se apaixonar. Me apaixonei pelo estilo narrativo da autora e a forma como ela deu vida a suas personagens. Virou favorito do gênero.


Calpúrnia passou sua vida toda sendo uma dama exemplar. Tirando o fato de já ter 28 anos, estar fadada a solteirice e nunca ter se divertido de verdade na vida. Sem ter nada a perder - já que não vai precisar de sua reputação tão intacta mesmo - a moça resolve fazer uma lista com nove coisas que quer fazer. Nove coisas que nenhuma dama poderia querer. Mas é claro que para essa empreitada, ela esbarra em Gabriel - um marquês muito libertino e de má fama; E que sempre foi seu amor platônico. 

Me conectei rapidamente com Calpúrnia - vamos chamá-la de Callie por agora - na questão de sempre fazer tudo corretamente e se esquecer de fazer aquilo que realmente quer. A jovem sempre foi muito amarrada ao que a sociedade e sua família a impôs. Usava aquilo que muitas vezes não queria e se acostumou a ser invisível. Depois de um certo empurrão de seu irmão mais velho, ela acaba vendo o quanto perdeu. O quanto poderia ter feito, mesmo essas coisas não sendo aceitas. Afinal, ela não se importava mais com isso.

O encontro de Callie e Gabriel é maravilhoso. Um momento muito engraçado e ao mesmo tempo cheio de tensão romântica - por parte dela a princípio. Toda a relação deles se cerca a respeito da chegada da irmã italiana de Gabriel a sociedade londrina e que ela precisa de uma tutora. Quem melhor do que Callie? A relação dela com a irmã de Gabriel é muito cúmplice. Apesar de ter sua irmã mais nova, Callie nunca teve uma figura de amiga de verdade. E as duas são maravilhosas juntas.

O que dizer dos momentos em que Callie realiza suas "tarefas" de sua lista? A maioria delas me arrancaram muitas gargalhadas. Os momentos são impagáveis. E quando Gabriel se junta a eles, tudo fica ainda melhor. Suspirava junto com Callie quando ele estava em cena e - mesmo com todo o seu mau exemplo e sua cafajestice - ele conseguia ser gentil e amoroso com ela. E descobrindo o quão ele também estava conectado com a mocinha, não só ela com ele. Um amor construído aos poucos, cheio de tensão e momentos marcantes.

Sarah MacLean com certeza ganhou mais uma fã para sua galeria. Eu mal posso esperar para ler os outros dois livros. Essa trilogia dos Números do Amor contam as histórias dos irmãos Ralston - Gabriel, seu irmão gêmeo e sua irmã chegada da Itália. Não sei qual dos próximos estou mais curiosa para ler, mas sei que já posso esperar excelentes livros se for me basear no que encontrei no primeiro volume.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Olá...
    Ainda não li nada da Sarah MacLean, mas sou apaixonada por romances de Época. "Nove Regras a Ignorar antes de se Apaixonar" parece ser um livro realmente incrível, e trazer muito além de um romance entre Callie e Gabriel , uma amizade verdadeira e muita diversão... Fiquei bastante curiosa para ver como esse amor é construído e como é essa lista de regras de Callie. Quero ler esse livro em breve...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Não paro de ouvir falar bem desse livro, já li algumas resenhas e o livro me chamou bastante atenção, seu enredo e por ser de época me agrada. Bela resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline.
    Eu quero muito ler esse livro,tenho certeza que irei me divertir bastante, sou muito fã de romances de época e estou muito ansiosa para desfrutar dessa leitura.
    A mocinha me parece ser muito forte e decidida, já até imagino a confusão que vai ser essas regras, até um tempo atrás eu era tipo essa personagem, me anulava para responder as expectativas dos outros, mas depois de um tempo percebe que não deveria ser dessa maneira e sinceramente estou feliz assim.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  4. Pelo que estou percebendo das resenhas que li desse livro, ele é um dos melhores do gênero. Divertido, com certeza arranca muita risada, principalmente ao cumprir os itens dessa lista. rs
    Achei muito legal o destaque dessa característica da personagem, de não fazer aquilo que realmente quer, que pode fazê-la bem, mas sim o que a sociedade e a família impõem, isso ainda é bem atual. Adorei o Gabriel, é o tipo libertino que vai se apaixonar pela mocinha e conquistar também os nossos corações. ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo