06/04/2016

Resenha | Jovens de Elite

Jovens de Elite 
  • Autor: Marie Lu
  • Editora: Rocco
  • Páginas: 304
Jovens de Elite é o primeiro de uma série de fantasia ambientada na era medieval e protagonizada por jovens que desenvolvem estranhas cicatrizes e poderes especiais ao sobreviverem a uma febre que dizimou boa parte da humanidade. Entre eles está Adelina, que, após se rebelar contra o destino imposto a ela por seu pai, encontra um novo lar na sociedade secreta Jovens de Elite, vista por alguns como um grupo de heróis, por outros como seres com poderes demoníacos. Heroína ou vilã? Num mundo perigoso no qual magia e política se chocam, Adelina descobre o lado sombrio de seu coração.

Ei gente! Conheci a autora Marie Lu através do seu primeiro trabalho - a trilogia Legend. Eu me apaixonei pela sua escrita e pela sua capacidade de transmitir uma ótima ideia de enredo em uma narrativa pequena e complexa ao mesmo tempo. Quando soube do lançamento de seu mais novo trabalho - Jovens de Elite - eu logo o coloquei na lista de desejados. Nem sabia do que se tratava, mas ela é uma das poucas autoras que eu me interesso em ler seus livros mesmo sem saber o que é. Encontrei a identidade da autora, mas de forma bem diferente do que pensava.


Adelina vive em uma mundo onde jovens desenvolveram marcas e poderes especiais depois de passarem por uma febre que matou grande parte da população. Ela faz parte dessa pequena parcela de jovens que sobreviveu e que possui habilidades nunca vistas. Apesar disso, a sociedade abomina essas pessoas e quer vê-los exterminados. Depois de ser maltratada por seu pai e sem ter rumo na vida, Adelina se junta aos Jovens de Elite - um grupo de pessoas com habilidades especiais que lutam pelo seu espaço em meio a violência e a política extremista de seu território.

A proposta de Jovens de Elite é - ao mesmo tempo - nova e parecida com muitas outras que já existem. Parecida por conta do enredo que envolve jovens com poderes especiais que lutam atrás de igualdade e que a sociedade os reconheça - eu já vi isso em alguma HQ por aí - em meio a ambientação fantástica medieval. Nova pelo envolvimento da protagonista: não estamos nos envolvendo e conhecendo uma mocinha. Estamos vendo o início da construção de uma vilã.

O que Marie Lu faz em Jovens de Elite é uma jornada do herói ao contrário; ou o nascimento de um vilão. Aquele personagem que tinha tudo para ser um belo mocinho que salvaria todos com seu grande poder, mas que de alguma forma vai para o lado negro da força - pega a referência e vai, é nessa onda mesmo. Adelina passou por maus bocados na infância na mão daquele que deveria a proteger. Viveu solitária e sem confiar em ninguém durante toda a sua vida. Unindo isso ao fato de que ela é extremamente poderosa e de que acha que todos se voltam conta ela: temos uma vilã! E eu achei isso um máximo.

Particularmente, acho a construção de vilões mais sedutora e curiosa para conhecimento que as de heróis ou mocinhos. Pensem em quantas histórias temos o ponto de vista do lado do bem; E quantas elas mostram o lado oposto. Exato! Marie Lu fez exatamente o que eu queria, mas nem sabia que queria. Esse foi o grande trunfo dela. O início da jornada do herói que se perde no caminho, se vê cercado de muito poder e sente que tudo está contra ele. Essa é Adelina, muito prazer.

Jovens de Elite é narrado em grande parte pelo ponto de vista de Adelina em primeira pessoa. Em alguns capítulos, temos o ponto de vista trocado para outros personagens pertinentes àquele momento - mas esses são feitos em terceira pessoa. Os capítulos são médios e em determinadas cenas os achei bem descritivos. Em alguns momentos, isso foi muito bom; em outros, nem tanto. Ainda notei o jeito narrativo da autora que conhecia. Em contrapartida, achei bem diferente do que vi em Legend. Achei sua primeira trilogia mais dinâmica e mais fácil de ser lida.

De modo geral, acho que Marie Lu trouxe um conceito muito bom de ser trabalhado. E eu estou muito curiosa para saber como Adelina vai continuar sendo construída nos outros livros - principalmente com a finalização de Jovens de Elite. Em alguns momentos, me surpreendi demais com o desfecho proposto por ela, mas logo nas próximas páginas já deduzi o que ela poderá fazer para reverter - ou não - as ações das personagens. Quero saber se estou certa, se ela vai trazer algo ainda mais novo ou se vai me surpreender mais do que eu espero nos próximos volumes.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Olá...
    Já ouvi falar muito bem da trilogia Legend, mas ainda não tive oportunidade de ler... Muitas vezes também acabo optando por ler livros, mesmo sem saber tanto do tema por conta do autor... Gosto de livros que alternam os personagens como narradores e apesar de achar que jovens com poderes sobrenaturais vem se tornando um pouquinho clichê, "Jovens de Elite" parece estar bastante interessante e estou curiosa para conhecer um pouco mais de Adelina.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Tenho curiosidade pela escrita da Marie Lu, pois Legend é uma trilogia que muitas pessoas gostaram. Jovens de Elite também estava na minha lista de desejados, mas sua resenha me deixou ainda mais curiosa, pois acho que nunca vi um livro com a construção de um vilão, e não de um herói. Pretendo ler com toda certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Tenho o primeiro da trilogia Legend e também quero este!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro está na minha lista de leitura.
    Ainda não li a trilogia legend mas também está na minha lista.
    Parece ser livros maravilhosos, apesar do clichê.
    Os personagens parecem ser bem envolventes, e o enredo bem construtivo.
    Vou com certeza priorizar os livros dessa autora.
    Bjs
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  6. Oiiii...
    Bom o que falar ...distopia ne....mas me anima o fato de a narrativa nao parecer com Legend...gostei tambem de nao ser narrado somente pela Adelina mas em terceira pessoa tambem por outros personagens...acho que a leitura pode ficar melhor....vc falou do desfecho de livro...esporo que seja muitooo boa a minha leitura....otima resenha...bjss.....

    ResponderExcluir
  7. Já estava babando esse livro há muito tempo, bem antes de ser lançado aqui, ficava vendo as edições gringas e orando para lançar logo aqui, enfim minhas preces foram ouvidas só que meu bolso não contribuiu, ainda não li jovens de elite mas aposto todas as minhas fichinhas que é um livro muito bom assim como os da trilogia legend, não vejo a hora de ler. Se brincar vou de pdf mesmo!

    Lendocomela.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo