27/12/2015

Resenha | Corte de Espinhos e Rosas

Corte de Espinhos e Rosas 
  • Autor: Sarah J Maas
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 434
Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Ei gente! Desde o ano passado, eu virei admiradora do trabalho da autora Sarah J Maas - por conta da sua série de livros Trono de Vidro. Nesse final de ano, eu virei dela quando pude conhecer sua nova série de livros iniciada por Corte de Espinhos e Rosas, publicado pela Galera Record. Pude notar que sua marca registrada é criar personagens fortes e com personalidade. E além de tudo, ela resolve me apresentar uma releitura do conto de fadas A Bela e a Fera - minha história preferida. É claro que minhas expectativas estavam altas.


Depois de cinco séculos de liberdade da escravidão sofrida pelos humanos realizada pelas fadas, Feyre - a irmã casula de três e filha de mercadores - é obrigada a se tornar uma caçadora para sustentar sua família. Em uma de suas caçadas, a jovem acaba matando um féerico em forma de lobo e é forçada por uma criatura a ir viver em sua terra para pagar pela sua dívida. Mal sabe ela que aquela criatura é Tamlin, senhor de uma das Cortes féericas rodeadas por magia, mas que sofre uma grande maldição. Esse laço acaba se fortalecendo e Feyre acaba mudando seus conceitos com relação a Tamlin e a seu povo.

Eu não sabia o que esperar desse livro. Estava com as expectativas altas por se tratar dessa autora, mas eu realmente não sabia o que encontraria - pelo fato de não ter lido a sinopse. A grande sacada de Corte de Espinhos e Rosas é o crescimento narrativo que ele tem. Tudo começa muito morno e sem grandes acontecimentos, até que a autora mostra uma surpresa atrás de outra. Até a última página do  livro. A  mitologia tratada por ela não é inédita, mas tem o diferencial por ser atrelada a uma releitura de conto de fadas. E essa foi uma das melhores releituras de A Bela e a Fera que eu já li. Temos os pontos chave da história original ali, mas ao mesmo tempo muitas sacadas inéditas.

Feyre não decepciona. É uma protagonista que apesar de nova não mostra tanta imaturidade quanto outras que já vi. Carrega a responsabilidade nas costas e faz aquilo que acha o melhor para sua família e para aqueles que ama. Sua força de vontade é tão pálpavel que me identifiquei muito com ela e suas peculiaridades. Tamlin é a "fera" mais brutal e encantadora ao mesmo tempo. Não tem como não se sentir ligada a ele e ao que ele precisa fazer para que sua corte sobreviva. 

A narrativa é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de Feyre e isso não deixa nada a desejar. Sarah J Maas continua com a escrita envolvente e com as surpresas que adoramos encontrar. Os capítulos não são tão curtos, mas mesmo assim a fluidez do enredo não se perde. Descrições e diálogos na medida certa, sem fazer com que o leitor se perca.

Corte de Espinhos e Rosas acabou se tornando uma das minhas melhores leituras do ano dentro do gênero graças aos recursos fantásticos que a autora trás. Tudo poderia ser muito clichê; apesar disso, os elementos são diferenciados e enriquecidos com personagens secundários que fazem a diferença e um plano de fundo incrível. Uma pena que terei que esperar um bom tempo pela continuação, mas espero realmente que o nível continue alto e que ela me surpreenda ainda mais.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Oi, Aline. MEU DEUS! É indescritível a minha ansiedade para ler algo da Sarah J. Maas, após a minha crise de ansiedade com Trono de Vidro, agora temos Corte de Espinhos e Rosas. Não preciso falar que amo esses recontos dos contos de fadas, não é mesmo? Neste livro, Sarah consegue nos envolver em uma trama muito boa, mesmo me parecendo um pouco com Divergente e Jogos Vorazes, a autora consegue ter seu lado positivo e original. Com mais uma personagem feminina forte, ela conquista muito. Quero este livro pra ontem.

    ResponderExcluir
  2. Aline, a capa de Corte de Espinhos e Rosas é simplesmente perfeita! Eu amei. Nunca li nada a respeito da trama, porém depois de me deliciar com sua resenha tenho agora uma imensa curiosidade em conhecer a escrita e um me aprofundar nessa história toda. Bom, espero me emocionar e amar tanto quanto você, pois estou necessitada de uma leitura tão boa assim.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline :)
    Apesar de ter um pé atrás com a autora porque não gostei muito de O Trono de Vidro quando soube que esse livro seria uma releitura de A Bela e a Fera quis pra ontem já que é minha história favorita da disney <3
    Muito bom saber que a principal não é imatura como muitas outras porque sinceramente ninguém merece né?
    Espero gostar tanto quando você já que minhas expectativas estão altas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi! ^^
    Fui três vezes à Saraiva e vi esse livro lá, e mesmo atraída pela capa não arrisquei a comprar.
    Agora lendo a resenha e vendo tantos elogios com certeza irei fazer minha compra da próxima vez que tiver a oportunidade.
    Engraçado que imaginei qualquer coisa, menos uma releitura de A bela e a fera, fiquei curiosa.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Ainda não li nenhum livro da Sarah J. Maas, mas tenho muito vontade de ler. Sempre leio resenhas positivas sobre a série Trono de Vidro e também já li algumas resenhas positivas sobre Corte de espinhos e rosas. Pela sua resenha fiquei bem interessada em ler o livro. Acho bem legal livros que são releituras. Os personagens parecem muito bons, em especial os protagonistas.

    ResponderExcluir
  6. Eu já gostei desse livro pela capa, acho que a mistura de elementos e cores acabou dando um resultado incrível. Não sabia que ele era uma releitura de A Bela e a Fera, mas com certeza isso só me interessa ainda mais, porque assim como você disse, essa também é minha história preferida. Além disso, os personagens fortes e de personalidade são um aspecto positivo a mais dentro do livro, sem falar nos elementos mitológicos que a autora coloca em seu enredo, que o enriquecem e o tornam mais envolvente.

    ResponderExcluir
  7. Bom, vi muitos comentários positivos relacionados a esse livro e depois de seu comentários que foi uma das melhores leituras do ano fiquei mais ansiosa ainda, parece ser uma história muito boa, pretendo ler Corte de Espinhos e Rosas em breve.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Só conheço a Sarah J Maas pelo trono de vidro mais depois que li essa serie me propus a ler qualquer coisa que ela lançar e pretendo ler Corte de Espinhos e Rosas adorei a historia, acho que foi uma das mais diferentes releitura da A Bela e a Fera que vi e os personagens da Sarah são mesmo apaixonantes !!

    ResponderExcluir
  9. Ooiiii...
    pelo que vc disse e uma recontagem de a bela e a fera...e o que eu achei mais interessante foi que se eu entendi bem as fadas sao do mau...e isso????maneiro...quero muitoooo ler...e gente e a diva autora de Trono de vidro...entao so pode ser cois aboa...otima resenha....obg pela dica...bjs...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo