04/10/2015

Resenha | O Lado Feio do Amor

O Lado Feio do Amor 
  • Autor: Colleen Hoover 
  • Editora: Galera Record 
  • Páginas: 336 

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.


Oi gente! Muitos fãs da Colleen Hoover movimentaram a internet com Ugly Love - O Lado Feio do Amor aqui no Brasil - dizendo que era o melhor livro da autora. É claro que fiquei extremamente curiosa, já que sou admiradora do seu trabalho, ainda mais porque todo esse barulho já veio com a notícia de que o livro vai virar filme. Assim que a Galera Record o lançou, corri para lê-lo e comprovar se era realmente tudo o que estavam dizendo.


Tate se muda para o apartamento de seu irmão mais velho, uma vez que quer fazer sua pós-graduação e trabalhar como enfermeira. Mas o que a jovem não sabia era que conheceria Miles - piloto, amigo e vizinho de seu irmão que imediatamente se sente atraído por Tate. O relacionamento dos dois é simples: não pode se esperar nada. Tudo muito casual. Tate concorda em não ter esperanças para o futuro do relação, mas Miles possui um passado extremamente misterioso que envolve um lado feio de sua vida. Um lado feio do amor que fica inevitável de se conectar e se apaixonar.

Esse é o trabalho mais diferente e adulto da autora. Talvez por esse motivo ele tenha feito tanto barulho lá fora e está começando a fazer por aqui. Apesar das diferenciações na trama e na linguagem, a escrita da Colleen continua tão ou melhor do que nos livros anteriores. É muito fácil de se ler e se envolver com tudo o que é apresentado por ela, inclusive seus personagens. Por se tratar de uma linguagem mais adulta, várias resenhas o comparam a livros eróticos. Eu não concordo tanto, apesar da pegada ser tão adulta quanto. Acho que aqui o romance e as justificativas são mais evidentes do que em alguns outros que li.

Em todos os livros da Colleen existe pelo menos um personagem com um passado um pouco conturbado e isso não poderia ser diferente em O Lado Feio do Amor. A diferença aqui é que pude acompanhar concomitante com a narrativa do presente, o passado de Miles. Os capítulos são intercalados entre Tate e Miles. Presente e Passado. Essa jogada narrativa trás uma curiosidade e um enriquecimento forte para a trama. Fora que a diagramação da parte de Miles é diferenciada para passar com exatidão suas emoções e opiniões. 

As emoções são constantes durante a leitura. Tate não pensava em hipótese alguma se envolver com alguém. Apesar da pouca idade, ela sabe o que quer e faz escolhas que sabe que podem ser ruins para si - ela tem consciência de todos os seus atos, mesmo aqueles tomados por impulso. E Miles. Não tem como não se encantar por ele - mesmo com algumas ações em que eu discordava - e você fica fisgada por saber o que aconteceu em seu passado. O porquê dele ser assim e o que a vida lhe deu. Faço questão de ressaltar o trabalho feito com os personagens secundários e o quanto eles fazem a leitura ser melhor. Principalmente pela parte do Cap.

Confesso que matei a charada do mistério bem antes do previsto. Acho que mesmo trazendo algumas surpresas, alguns clichês são visíveis - o que não é de todo ruim. A relação do casal é eletrizante e a atração nem se fala. Em cada toque dá para perceber como eles se conectam - querendo ou não. O Lado Feio do Amor não é o meu preferido da Colleen, mas eu entendo o que o faz ser o de outros leitores. O tempero que a autora trás é inquestionável, além da sua escrita envolvente. Mesmo não sendo o que eu esperava, vi a pitada do diferente que realmente encontrei. Vai ser difícil algum leitor do gênero não gostar.


Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Aline!
    Bom quando nos surpreendemos com um livro.
    O enredo parece tão envolvente.
    Não li nada do autor ainda, mas espero ler.
    “É mais fácil lidar com uma má consciência do que com uma má reputação.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  2. Aline, vejo sempre muitos comentários sobre a boa escrita da Colleen Hoover, mas nunca li nada da autora. O lado feio do amor me encantou de inicio com sua proposta Young Adult, mas ao decorrer da trama, para mim, a história foi se perdendo com a mistura de cenas quentes e o New Adult. A história soa um tanto clichê no começo, mas desenvolve-se bem ao decorrer da trama. Não seria uma leitura que gostaria, mas creio que os amantes dos NAs adorariam.

    ResponderExcluir
  3. concordo com vc a escrita da autora e incrivel....li alguns capitulos do livro..e miles provoca muito ela...to gostando do livro...otima resenha...beijocas..

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Só ousa elogios em relação a Colleen Hoover e a a forma como ela escreve, e sempre tive muita vontade de ler os livros dela, mais nada igual minha vontade de ler " O Lado feio do Amor", o nome do livro me deixou super curiosa e agora lendo sua resenha a curiosidade cresceu e muito, não me importo com clichês, acho mesmo que toda historia é unica, espero ler em breve esse livro...
    Bjocas!!

    ResponderExcluir
  5. Realmente, o barulho que esse livro está fazendo é grande. Não li ainda, mas sua resenha me deixou com vontade. Acho que aqui temos um romance bem gostoso de acompanhar.
    Gostei muito de saber que a leitura é emociona e que ainda tem um mistério a ser resolvido, mesmo que tendo elementos clichês isso não é um problema se forem bem trabalhados.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo