08/04/2015

Top Top #19 | Autores que eu queria ver na Bienal, mas nem tanto assim


Ei gente! Sabem aqueles autores que marcaram nossa vida literária de alguma forma e que você sonha em encontrar pessoalmente, nem que seja para ter um autógrafo no livro e uma foto? Ultimamente, a forma mais viável de encontrar esses autores - principalmente os internacionais - são nas grandes Bienais do Livro do Rio ou de São Paulo. Em contrapartida, se esse encontro não for muito bem organizado, a experiência acaba sendo um pouco traumatizante - vide Cassandra Clare ano passado. Então, aqui está o meu Top Top de autores que eu queria demais que viessem à Bienal, mas nem tanto assim - graças as muitas falhas de organização. 


  
Sarah Dessen foi uma das autoras - e continua sendo - que mais marcaram minha adolescência e início de "juventude". Me senti profundamente conectada com diversas protagonistas que ela criou, inclusive com alguns conflitos que ela inseriu em seus romances. Então é claro que eu queria que ela viesse até o Brasil. Acho que não teríamos um GRANDE público, já que ela é conhecida e tem uma legião de fãs não tão grande quanto outros autores. Mas, vai saber né.

Vamos supor por um instante que a Rainha J. K. Rowling cogite vir até o Brasil. E ainda por cima em uma Bienal do Livro. Imaginem. SÓ IMAGINEM a confusão! As filas! As pessoas loucas fazendo qualquer coisa - digo isso porque presenciei cada situação que os fãs da Cassandra Clare fizeram. E a J.K. então? - para ver a autora. Eu queria muito conhecê-la, uma vez que ela fez parte da minha infância/adolescência e marcou minha vida. Mas... Mas... não gosto de tumulto nem de confusão. Eu acabaria extremamente frustrada.

Meg Cabot já veio ao Brasil para a Bienal do Rio uns quatro anos atrás se não me engano e já deu o que causar naquela época. Apesar de eu não ler tantos os seus livros hoje em dia, ela fez parte da minha adolescência e eu sonhava em encontrá-la. Mas olha... se naquela época foi um "furdunço" danado, quero nem ver hoje. Quero nem ver. Lembrando que a autora vai vir ao Brasil nesse ano para uma feira de livros na Bahia - se não me engano.

Se João Verde - conhecido como John Green - colocar os pés em alguma Bienal, eu com certeza queria ir, misturado com o sentimento de não querer colocar os pés no mesmo recinto em que ele está. Isso por conta do número inimaginável de fãs que eu acredito que possa estar presente. Iria dar muita gente! Eu, baixinha como sou, vou sumir no meio do povo e nunca mais serei encontrada.

Espadas, escudos, armaduras e machados serão o mínimo de coisas encontradas na Bienal em que George R. R. Martin possa estar presente aqui no Brasil hahaha. Brincadeiras a parte, o autor criou um mundo fantástico e - com a série de TV estourando como anda - é claro que um Rio Centro não seria o suficiente para acomodar todos os fãs desse véio brilhante. Eu como boa fã do seu trabalho, com certeza torço muito para que ela possa vir às terras brasileiras. Porém, contudo, entretanto... se eu sumiria no John Green, nesse cenário então...

Apesar dos trabalhos recentes, a autora Colleen Hoover já tem um grande número de fãs brasileiros - eu inclusa. Mesmo com a "novidade", acredito que o espaço da Bienal não suportaria o número que pessoas que teriam interesse em conhecer a autora, principalmente depois que o livro dela virar filme. Queria muito ter a oportunidade de dizer para ela o quanto seus livros me marcaram, mas se ela vier mesmo algum dia aqui no Brasil, acho que vai terminar em filas, filas e mais filas.

E vocês gente? Autores que queremos que venham ao nosso país existem aos montes. Apesar do desejo, fica o receio de que tudo ocorrerá de uma forma de que todos os presentes possam apreciar - ao mesmo tempo não trazendo desconforto ao autor. É uma balança bem difícil de se estabilizar, mas vale a pena investir muito na organização do ambiente. E aos fãs investir na educação e bom senso. 


Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Oi Aline!
    Educação e bom senso é o que mais falta, tanto pelo fãs quanto pelos organizadores.
    Queria muito conhecer, tirar foto, tietar A J.K., o João Verde hahaha e a Sarah Dessen desses que você citou, mas só de imaginar a multidão já me dá arrepios.

    Sofri muito pela Cassandra Clare e nem consegui chegar perto, não quero passar por isso de novo. Fico no aguardo por um evento como a Bienal no Br que seja organizado.

    Beijos,

    Gabi
    Mundo Platônico
    http://gabiiem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aline!
    Entendo seu sentimento, mas fã faz qualquer coisa por seu ídolo, concorda.
    Soube que o George R. R. Martin, vem para o RJ. Será? Vai ser uma loucura.
    Tenho muita vontade de ir conhecer meus autores favoritos nas bienais, porém 2 problemas impedem: primeiro porque ficam localizadas entre RJ e SP, bem longe do nordeste e depois, sou PNE e fico me imaginando enfrentando essas filas quilométricas, não conseguiria jamais ficar em pé tantas outras de aparelho na perna e muleta....
    Desejo apenas em sonho de conhecê-los...
    Bom Domingo!
    “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.” (Carlos Drummond de Andrade)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acho que todos esses realmente são importantes, e acredito que ficaria uma loucura com eles na Bienal *-*
    A Julia Quinn na Bienal já tá dando o que falar, imagina eles?!

    Esse ano estarei na primeira semana também, se Deus quiser e se a Leigh Bardugo também estiver na primeira semana. Minha prioridade é ela, sou Grisha e preciso conhecer a autora que me encantou loucamente. Se puder ser no mesmo fim de semana da Julia Quinn ficaria imensamente feliz. Meu noivo vai ficar na fila pra pegar a senha pra mim. kkkkkkkkkk

    Enfim, espero que possamos nos encontrar na Bienal esse ano *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline!
    Fiquei meio confusa com o título do post, mas depois entendi porque você quer ver eles na bienal, mas não tanto rsrs
    Eu também não sou muito fã de tumultos, mas com toda certeza enfrentaria a multidão para conhecer a Meg Cabot e a JK Rowling. Também iria gostar de ver a Sarah Dessen e o John Green... O problema nem é tanto pela quantidade de gente, mas pela falta de organização do evento e falta de educação de algumas pessoas, mas isso podia ser resolvido ou pelo menos controlado...
    Acho pouco provável que eu vá para a bienal esse ano, mas vou torcer para ter muitos autores bons!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Só uma anotação flor: Na foto que você usou para falar sobre a Collen Hoover você usou a foto de Jamie McGuire, autora da série Belo Desastre. kkkkk

    E deixa eu lhe avisar que Collen Hover acabou de ser confirmada na Bienal. Morremos.

    ResponderExcluir
  6. Dos autores listados só não conheço a Sarah Dessen, mas com certeza caso um dos outros 5 aparecesse o chão da bienal ia tremer de tanta gente (e eu ia estar junto, claro kkkkkkkkkkk), daria para fazer uma estrutura tipo show de rock para eles!
    Colleen Hoover confirmada ai meu core, principalmente pois vai ser difícil de eu ir.

    ResponderExcluir
  7. John Green e Meg Cabot, total. Adoraria conhecê-los. Mas não sei se teria ânimo pra aguentar os fãs obsessivos não. Agora Sarah Dessen, não sei quem é. Mas quanto a Collen Hoover, menina vai ser demais.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo