13/04/2015

Resenha | A Lâmina da Assassina


A Lâmina da Assassina
  • Autor: Sarah J. Maas
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 406

Conheça o caminho da assassina. Pavimentado com sangue, lágrimas e suor. Implacável, sedutora, letal. Poucos conhecem seu rosto, menos ainda sobrevivem à sua fúria. Não à toa Celaena Sardothian é sinônimo de morte. Suas lâminas são certeiras, assim como seu estranho código de honra e seu aguçado senso de justiça. Mas como uma menina, encontrada agonizando pelo rei dos Assassinos de Adarlan, se tornaria a campeã do rei? Disputada pelo capitão da guarda real e o próprio príncipe herdeiro? No centro de intrigas políticas? Acompanhe Celaena vencer um lorde pirata e toda sua tripulação; o encontro como uma curandeira; seu treinamento com o Mestre Mudo, senhor dos assassinos silenciosos, nas dunas do deserto Vermelho; a prisão nas Minas de Sal de Endovier; ou, ainda, sua luta contra o mais escorregadio e traiçoeiro dos adversários — o próprio coração.



Ei gente! Se tem uma série de livros fantásticos que me surpreendeu completamente nos últimos dois anos, foi a série Trono de Vidro. E ela realmente deveria ser muito mais divulgada e lida pelo público que gosta do gênero. Logo quando a Galera Record anunciou o lançamento de A Lâmina da Assassina, achei que ele seria o terceiro - e tão aguardado volume por mim - livro da série escrita pela Sarah J. Maas. Porém, me surpreendi negativamente - por não saber ainda o que ocorreria no terceiro livro - e positivamente - por saber um pouco mais sobre o passado de Celaena. 


Celaena passou por muita coisa antes de chegar nas minas de sal de Endovier, de ser escolhida a Campeã do Rei e de se envolver em muitas tramas no palácio - além de magia. Seu caminho não foi mais fácil do que aquele que vemos no primeiro e segundo volume da série Trono de Vidro. Em A Lâmina da Assassina temos uma ideia de como Celaena se comportou em situações que se interligam em 5 contos. Qual foi o estopim desde o começo para que Celaena fosse parar nas minas?

Como eu disse lá no início, eu logo pensei que esse livro seria a continuação da série, Trono de Vidro. Imagine a minha pequena frustração ao saber que o livro era de contos e não o que eu estava maluca para saber depois de um cliffhanger enorme no segundo livro? Mesmo assim, como virei fã da série, li a sinopse e me interessei imediatamente pelo o que poderia ter acontecido no passado de Celaena. E, é claro, seus relacionamentos com outros personagens muito citados na série. 

Mesmo tendo todo o foco na protagonista, a narração é feita em terceira pessoa. Em alguns momentos oportunos, ela varia para um ponto de vista peculiar de outro personagem. Assim como nos outros livros, a narrativa escolhida me deixou muito contente com o que a autora propôs. Falando nisso, ela não perdeu o pique de forma alguma na dinâmica do livro. Aliás, ela acaba sendo ainda mais fluída do que eu já estava acostumada, mesmo nos momentos em que o diálogo está mais presente.

Não irei me aprofundar em cada conto específico, mas tenha em mente que - apesar de contos - todos eles se interligam. E, por favor, leiam em ordem. A consequência da ação feita no primeiro conto vai aparecer nos próximos e assim sucessivamente. Para quem não sabe, esse modelo de livro de contos seria uma espécie de livro "meio", muito comum nos EUA. Ele poderia ser o 1.5 ou 2.5, por exemplo.

Sobre os personagens: Celaena me mostrou ainda mais porque a admiro como protagonista. Apesar de todas as adversidades e de sua armadura emocional, ela consegue demonstrar que pode sofrer como qualquer ser humano. Suas demonstrações ficam mais evidentes até do que nos livros em que eu já li. Mostrou a mim o quanto ela cresceu como personagem e como suas ações são justificadas em alguns momentos. Além dela, ressalto a aparição de Sam e Arobynn. Ambos nos transmitem imagens que são mudadas no decorrer do enredo e dos clímax de cada conto. Nas poucas páginas que conheci Sam, fiquei encantada por ele. Não posso dizer o mesmo a respeito de Arobynn, que me trouxe muitos sentimentos contraditórios e que me mostrou o quão mesquinho pode ser alguém para ter posse de algo que não pode ter.

Em suma, Sarah J. Maas conseguiu a façanha de me surpreender mais uma vez, agora com contos. Mesmo com toda a minha atenção vontada ao terceiro volume de Trono de Vidro, A Lâmina da Assassina foi um clarão em meio ao tempo de espera. Os fãs não vão se arrepender em ler e conferir. 


Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Assim, quando li sua resenha de "Trono de Vidro" não fiquei muito animada, mas disse que procuraria ver mais sobre ele, e o fiz, e comprei. Mas continua lá na estante, estava com expectativa alta demais e não queria me decepcionar. Agora que este expectativa diminuiu, tentarei ler e lhe darei uma opinião.

    Sobre este livro, se eu ler o primeiro tentarei adquirir esse, porque sempre é bom esses spinoffs sobre os personagens, meio que acalma e nos faz conhecer mais sobre eles. Ainda bem que você gostou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu achava que teria a oportunidade de ler algo novo da série Trono de Vidro lá para o 2º semestre desse ano, eu sou muito fã da série e fiquei bem louca por esse spin-off, tirando o lado que o livro não baixa o preço de jeito nenhum :(
    Achei bem interessante ter algo sobre o passado de Celaena, pois ela capricha no mistério!

    ResponderExcluir
  3. Aline!
    sempre fui interessada nessa série e agora sabendo que esse livro de capa tão linda é de contos, mesmo que destoe um pouco da continuação, fica ainda mais interessante porque contos são mais ágeis e rápidos de serem lidos e trazem diversos entendimentos.
    “A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros.”(Confúcio)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nunca li tronos de vidro, simplesmente é uma série que não me instiga, mas achei legal saber desse livro, ainda mais para os fãs. Deve ser ótimo para saber ainda dos personagens. Mas sinceramente eu não pretendo comprar.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo