13/03/2015

Resenha | Amor ao Pé da Letra


Amor ao Pé da Letra
  • Autor: Melissa Pimentel
  • Editora: Paralela
  • Páginas: 375

Achar o homem perfeito não é fácil e foi isso que a agente literária Melissa Pimentel, assim como sua personagem, Lauren, descobriu quando se mudou para Londres de um dia para o outro. Infelizmente, Melissa logo viu que conquistar um homem era mais difícil do que parecia, mesmo quando ela jurava não querer nada sério. Foi aí que surgiu a solução: decidiu seguir os conselhos dos mais populares livros de autoajuda para conquistar homens e criou um blog para narrar suas experiências. Nasceram daí os encontros de Lauren, que em Amor ao pé da letra, receberam toques de ficção, como uma legítima comédia romântica.

Olás! Já faz algum tempo que não leio um bom chick-lit. Aqueles do tipo Sophie Kinsella ou Carina Rissi. Então, quando a Editora Paralela trouxe para os lançamentos de fevereiro o livro Amor ao pé da Letra - escrito pela Melissa Pimentel - me interessei pela premissa e principalmente por Chick-lit. Estava com saudades de dar umas boas risadas no decorrer da leitura e das atrapalhadas que a protagonista poderia passar. Consegui rir, mas o livro foi diferente do que eu pensei.


Lauren mudou completamente de vida. Largou sua casa e seu passado para trás para se mudar para Londres e viver finalmente como uma solteira desempedida que aparentemente sempre quis ser. Apesar disso - e depois de alguns relacionamentos no novo país - a jovem passa a ver como é difícil se manter uma boa relação e conquistar um homem. Seguindo essa ideia, como forma de experiência, ela resolveu seguir o conselho de diversos livros de autoajuda do tema - e escrever em um blog como foi tudo - para ver se assim ela finalmente consegue conhecer mais sobre conquista.

Iniciei a leitura sem muito o que esperar. Logo de cara notei que o ritmo da autora era bacana para a proposta que ela trouxe e para a personagem que criou. Temos um curto período para entender - no início - o que aconteceu com Lauren e mais rápido do que pensei ela já nos coloca em suas experiências com os livros de autoajuda. Gostei dessa dinâmica, apesar de sentir falta de uma abertura com maiores explicações.

A narrativa do livro é toda em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Lauren. Então, toda a experiência e todos os acontecimentos com os rapazes envolvidos são narrados por ela. Pensei de primeira: com certeza irei soltar gargalhadas com essas situações. Mas não foi o que aconteceu. A personagem acabou não me cativando como eu esperava e as situações que eu imaginava que iriam ser hilárias pelo tom do livro - e pelo gênero - acabaram me despertando apenas algumas risadas. Foi de certa forma, decepcionante.

Apesar desse ponto, a Melissa Pimentel ganhou crédito trazendo mais humor com os personagens secundários. A amiga de Melissa em Londres é bem engraçada e nos dá momentos mais divertidos. Com o passar da leitura, eu já comecei a suspeitar do que aconteceria na finalização do livro. Posso dizer que por ser um livro Chick-lit - gênero várias vezes bem previsível - ele não deixou claro logo de cara como iria ser finalizado. Apenas deu pistas. Um grande passo.

Lauren cresceu na trama e eu pude entender um pouco mais do seu passado para tudo o que se deu desde o início da trama. Para quem gosta do gênero e quer encontrar algo diferente dos demais, a aposta na leitura é válida. Não existem tantos elementos óbvios e as risadas são presentes, independente do humor do leitor.


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Eu AMO chick-lits, e adoro as risadas que eles proporcionam. Fico triste em saber que as risadas não são proporcionadas pela atriz principal, mas fico feliz em saber que de alguma forma eles existem. Estou com vontade de ler essa obra de alguma maneira, então...

    Lerei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aline! Sou fã de chick-lits, mas esse não me chamou a atenção. Uma pena a personagem principal não ter te cativado. Só pela sinopse e a resenha acho que ela também não me cativaria. rs Essa leitura eu vou passar.
    Um detalhe sobre a capa: só agora vi de perto e notei que é um homem e não um batom na mão da mulher da capa. Haha
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline, eu leio chick-lits, mas não é das minhas primeiras escolhas. Parece um livro interessante, quando der dou uma olhada, pois como eu disse, não costumo correr para este gênero.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de chick-lit e sempre estou aberta a novos autores. Mas confesso que Amor ao pé da letra não me chamou a atenção logo de cara. Quando li a sinopse não me senti atraída a ler o livro. Pela sua resenha me parece que é um livro legal, mas não devemos esperar muito. Quem sabe um dia dê uma chance a ele.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa autora, mas estou muito curioso pra ler sobre as "experiencias cientificas" feitas por esses personagens!!! kkkkkk Mais um pra minha lista interminável!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline!
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei curiosa, mesmo que você tenha se decepcionado um pouco com a história. Gostei de a autora ter se baseado em suas próprias experiências para escrever e achei essa capa muito chamativa. Vou deixar a dica anotada =]
    Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo