18/02/2015

Resenha | Por Lugares Incríveis

Por Lugares Incríveis
  • Autor: Jennifer Niven
  • Editora: Seguinte
  • Páginas: 336

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.



Olás, pessoas! Imagine se duas pessoas pensassem em cometer suicídio em um mesmo local, na mesma hora, e que uma dessas acaba salvando a vida da outra? E que - a partir desse acontecimento - a vida de ambos mudasse completamente? Essa é basicamente a premissa apresentada pela autora Jennifer em Por Lugares Incríveis, publicado pela Editora Seguinte. O livro toca em várias situações completamente verossímeis, além de trazer muitos momentos de surpresa no decorrer da leitura.


Conhecemos Violet e Finch. Violet é uma garota extremamente popular, mas que está passando por momentos difíceis na vida, principalmente porque se sente culpada pela morte de sua irmã; já Finch sempre foi considerado o esquisito da escola e envolvido em algum misterioso acontecimento, decide se suicidar. O que ambos não sabiam era que iriam se encontrar no mesmo local - uma torre da escola - para realizar tal ato. Depois disso, os dois acabando se conhecendo melhor e se conectando graças a um projeto de uma disciplina que visa conhecer o estado de Indiana de uma forma diferente.

Apesar de toda a aclamação do livro lá fora, eu não estava com grandes expectativas para a leitura de Por Lugares Incríveis. Digo isso, porque expectativas sempre estragam uma boa leitura. Então, comecei a lê-lo sem pretenção. E essa foi a minha grande escolha, uma vez que o livro me pegou de uma forma que eu nunca imaginaria. Me deixou estasiada em alguns momentos e completamente surpresa em outros. 

Finch e Violet são personagens bem opostos no início. Ela popular, mas com uma carga emocional negativa enorme por conta do que viveu com a irmã e seu sentimento de culpa. E Finch, que tem todas as pessoas o achando esquisito, algum fato misterioso o cercando e seu pensamento não-negativo em querer se suicidar; mesmo com tudo isso, ele acaba sendo um pouco mais positivo que a jovem. Logo dá para compreender que o sentido de tudo seria os dois apoiando-se entre si, mas claramente no decorrer da leitura percebe-se que Finch coloca as prioridades de Violet em primeiro lugar.

A narração fica intercalando entre os pontos de vista de Finch e Violet, tendo sempre como curiosidade no início dos capítulos algum numeral significando algo para a vida deles - um tanto misterioso, principalmente pelo lado de Finch. A forma encontrada pela autora para transmitir a história foi muito bem elaborada, já que podemos sentir paupavelmente o sentimento de ambos e nos conectar ainda mais com eles.

Esse é aquele tipo de livro que não se pode saber muito dele antes de ler, então poupo vocês com apenas alguns fatos. Apesar disso, eu queria muito ressaltar como vocês devem prestar atenção nas relações interpessoais dos personagens. Violet com Finch; Finch com sua família; Violet com sua família. Algumas dessas relações me deixou bem descontente, pelas atitudes dos personagens. Mas, querendo ou não, isso acabou sendo muito verídico com nossa sociedade. Muitas pessoas fecham os olhos para os problemas dos outros, mesmo sendo esses outros parte de sua própria família. Acaba sendo inesperado e incrível a verossímilhança.

Posso dizer que me surpreendi e muito com o que a Jennifer Niven trouxe para os leitores. Me senti tocada e mergulhada na história como não me sentia a um bom tempo. O livro trata de assuntos sérios, e que muitas vezes são ignorados. Além disso, todas as passagens nessa pequena road trip que os personagens fazem no decorrer do livro são fantásticas, mostrando uma sensação boa como se eu estivesse lá com eles. Enfim, é um New Adult necessário para ser lido por todos aqueles que gostam do gênero e que gostam de se surpreender.


Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Oi Aline,

    O título e a capa do livro são lindos, quanto a história me parece ser uma boa leitura, não imaginava muito o que esperar da leitura até ler a sua resenha, Amei!

    Bjss

    http://www.viajenaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aline! Adorei a sua resenha, Por Lugares Incríveis parece ser um daqueles livros com uma grande carga emocional, fiquei curiosa!
    Vou procurar só mais uma ou outra resenha, mas já quero ler.

    Bjs, Pâm. :-*

    ResponderExcluir
  3. Li uma resenha da qual me interessei por este livro e sai em buscar de várias outras resenhas e a vontade de lê-lo só aumentou. Pela sua resenha, e por todas as outras que li, esse livro faz com que nós venhamos reavaliar nossa vida e alguns conceitos dela. Quero muito mergulhar nesse história da maravilhosa da Jennifer Niven.

    ResponderExcluir
  4. Desde que li a sinopse estou com muita vontade de ler esse livro. Fui atraída pela capa e vi que por trás dela há muito mais.
    Se eu não estiver enganada parece ser um livro sensível, que traz assuntos importantes, que se deve prestar atenção aos que estão ao nosso redor e que não podemos perder a sensibilidade de olhar para o outro, se preocupar e ajudar. Gostei muito dos personagens, cada um com o seu problema e que vão ajudar um ao outro. Fiquei ainda mais curiosa para saber o que me aguarda nessas páginas. =)

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline, tudo bem?
    Fiquei bem curiosa para ler esse livro desde que li a sinopse, mas também não estou com expectativas demais para não acabar me decepcionando.
    Não lembro de ter lido nenhum livro com personagens que querem se suicidar, então será um assunto novo para mim.
    Espero gostar da história tanto quanto você!
    Beijos e boas leituras!

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline,

    realmente, esse livro tem sido aclamado por todos. E fica difícil não ir com sede ao pote depois de tantos elogios, mas é isso que estou tentando fazer para não ter problemas depois, na hora da leitura. Espero que possa fazer em breve e descobrir que problemas se passam na vida de Violet e Finch *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Aline!
    Depressão, pai violento, suicídio... esse livro realmente trata de assuntos sérios. Quero saber qual é o misterioso acontecimento que Finch está envolvido e me surpreender com o livro assim como você :D.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho esse livro e li algumas resenhas positivas dele.
    Como você disse, é um tipo de livro para se ler sem saber muito.
    Espero que a autora tenha conseguido desenvolver a temática bem.

    ResponderExcluir
  9. A primeira vez que ouvi falar desse livro foi no clube do livro ES em janeiro. Não tinha lido nada sobre divulgação e nem sabia que já estava fazendo sucesso lá fora. Mas quando li a sinopse (e depois o primeiro capítulo) fiquei super interessada. Agora lendo sua resenha minha curiosidade só aumentou. É muito bom mesmo ler um livro sem muitas espectativas e quando você acaba percebe quão mavilhoso ele é e cono te surpreendeu.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo