14/10/2014

Resenha | Champion

Champion
  • Autor: Marie Lu
  • Editora: Rocco
  • Páginas: 304
No emocionante desfecho da trilogia Legend, June ocupa uma posição privilegiada no governo e Day trocou a alcunha de criminoso mais procurado do país pela de herói nacional. Mas quando tudo parece conspirar a favor da paz, a ameaça da guerra ressurge na forma de um vírus mortal que começa a espalhar o pânico entre as colônias. Em Champion, a vida de milhares de pessoas está novamente nas mãos de June, a menina-prodígio da República. Mas salvá-las significa também enfrentar novos desafios e exigir novos sacrifícios de seu amor. O livro chega ao Brasil pelo selo Rocco Jovens Leitores, que relança também os dois primeiros volumes da série, Legend e Prodigy.


Se você ainda não leu os volumes anteriores da série, essa resenha pode conter spoilers para você!

Olás! Para não deixar a tradição de finalizações literárias em 2014 de lado, a resenha de hoje é do último livro da trilogia Legend - Champion - escrito pela Marie Lu e publicado pela Editora Rocco. Posso dizer no geral que boa parte das finalizações desse ano me deixaram bem decepcionada e refletindo se alguma seria diferente. Champion conseguiu - finalmente! - me surpreender e atender minhas expectativas. E até ir além.

Após a ida às colônias e as surpresas que Prodigy nos trouxe, June e Day estão separados. Ela ocupa a posição privilegiada de primeira cidadã e ele virou herói da república depois de deixar claro seu apoio ao novo Eleitor. Quando tudo parece tranquilo, as Colônias resolvem declarar guerra apesar dos acordos, uma vez que um novo vírus muito mais forte do que os outros estudados se espalha pela população do país vizinho e a República passa a ser culpada. No meio desse novo conflito, June e Day novamente são peças fundamentais para a resolução e apaziguamento da revolta.

Assim que Legend foi lançado, não vou mentir, não sabia muito o que esperar. Minhas expectativas estavam baixas e talvez por isso o livro tenha sido tão bacana para mim. A partir disso, a minha esperança de que os outros volumes fossem bons ou até melhores subiram consideravelmente. E eu tive todas elas concretizadas. A trilogia Legend é uma distopia extremamente na medida, sem mais nem menos, e com personagens que só enriquecem a trama.

June e Day passaram por bons e maus bocados juntos. E não poderia ser diferente em Champion. Apesar de agora aparentemente os dois estarem em "bons lençóis", tudo gira em torno das atitudes e das escolhas dos personagens. Eles são mais que fundamentais para o decorrer dos acontecimentos e posso dizer que eles evoluíram muito em três livros. Eu gosto igualmente dos dois e os admiro pelo sofrimento e por tudo o que a vida os impôs. 
 
Day vive o conflito de amar June, mas de lembrar dela como parte culpada da morte de sua mãe e seu irmão mais velho. June compreende totalmente o lado de Day, mas também o ama e não consegue o deixar de lado. O que eu queria ressaltar aqui é como a Marie Lu fez um ótimo trabalho, principalmente em Champion, dosando a parte romântica e a parte distópica. Enquanto algumas outras séries tenderam para um ou outro lado, ela soube a dose exata para deixar o enredo retilíneo e que agrade aos dois públicos.

Champion me deixou surpresa em vários momentos. Gostei muito da participação e da pequena amostra que autora nos deu de algumas outras partes do mundo ou em relação a opinião de outros governos. Algumas cenas pequenas dando uma pincelada no passado do antigo EUA. Porém, as surpresas mais chocantes são ao final do livro. Um mundo de forninhos caíram quando eu finalizei a leitura. Fiquei imaginando o quê tinha dado na cabeça dessa mulher para ter preparado algo que eu não imaginaria. E como é maravilhoso se sentir assim.

Sem sombra de dúvidas, Champion virou o queridinho dos três volumes. Com o crescimento de sua escrita e os conflitos surpreendentes, Marie Lu ganhou o troféu de melhor finalização do ano. Agora sim eu pude ler algo nesse ano em que um final existiu. Que respostas apareceram. Mais do que recomendar, a trilogia Legend virou recomendação obrigatória para mim a todos aqueles que gostam de distopia. E que já está me dando saudades. 

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Eu não li os outros, mas não aguentei rs tive que ler a resenha, a capa me chamou muito a atenção!
    Não posso dizer muito, pois não li os outros... mas gostei bastante e fiquei bem curiosa :)

    Beijos
    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline! ^^
    Li os últimos parágrafos para não pegar spoilers porque não li Prodigy ainda! haha Então os forninhos caíram com o final dessa série! KKKKKKKKKKKK Que bom sabem que a autora realmente soube finalizar a história, infelizmente isso não costuma acontecer com distopias! Essa série é minha queridinha! <3 Vou terminar de lê-la agora nas férias! :)

    Beijos,

    Gabi
    Mundo Platônico
    http://gabiiem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu não entendi muito sobre pelo simples motivo que não li os primeiros, mas creio eu que peguei alguns spoilers bem legais. ou não. kkkkk
    Fiquei muito feliz em saber que o final foi satisfatório pra você, me dá uma esperança de um final de vergonha. kkkkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu so li o primeiro livro até o momento então fiquei meio perdida na resenha rs,
    mas fico feliz em saber que a serie teve um final muito bom, acho as capas desta trilogia lindas, espero continuar a leitura em breve,
    e depois de sua recomendação, acho que o casal termina bem..nada parecido com convergente..espero rsrs,
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Quando vejo a palavra "spoiler" já paro a leitura, rsrs.
    Sabe ainda não li nenhuma distopia, nem sei por qual começar...
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Ainda nao tive a oportunidade de ler o livro, inelizmente. Mas pelo o que sei essa trilogia foi muito bem desenvvolvida pela autora! Espero poder ler em breve e conhecer essa historia!

    ResponderExcluir
  7. Quero ler muito essa série, e não posso saber antes da resenha! Hehehe

    beijos!

    ResponderExcluir
  8. Como ainda não li nada da trilogia, preferi pular para os últimos parágrafos dessa resenha. Pelo que vi, a autora soube fecha com chave de ouro. Preparou o melhor para o desfecho. Tem como não amar uma autora que conseguiu criar um final que ninguém imaginaria, e que fica tudo muito bem encaixadinho?!?! Só digo que quero ler muito em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo