25/06/2014

Resenha | Princesa Adormecida

Princesa Adormecida
  • Autor: Paula Pimenta
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 192
  • Compre aqui: Saraiva | Submarino
"Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim..."


Olás! Não é de hoje que eu gosto do trabalho da Paula Pimenta. Desde a época da primeira edição do livro Fazendo meu Filme (com uma outra capa) eu já conhecia e comecei a admirar sua escrita e a percepção que ela tem de passar para o papel vários sentimentos conflitantes da adolescência. Quando soube da ia lançar um novo livro pela Galera Record, fiquei bem curiosa, ainda mais que envolvia uma releitura de conto de fadas. Infelizmente, quando li Princesa Adormecida eu me decepcionei um pouco com o que encontrei.

Em Princesa Adormecida nós conhecemos Rosa - ou Áurea - uma jovem que vive sob a proteção de seus três tios superprotetores aqui no Brasil, já que para ela seus pais e seus avós estão mortos. Só que o que Rosa não sabe, e nós leitores já ficamos sabendo, é que tudo isso não passou de uma invenção. Que na verdade Rosa é Áurea e que sua família a enviou aos tios para se proteger de uma antiga conhecida da família que planejava sequestrá-la para se vingar de um antigo problema.

O enredo que a Paula Pimenta construiu para a releitura do conto de fadas foi ao mesmo tempo confuso e um pouco sem sentido, pelo menos no meu ponto de vista. Em vários momentos eu senti que a história não precisaria ter tomado um certo rumo. Tudo ali poderia ter sido resolvido de uma forma mais fácil. Além disso, algumas situações me pareceram um pouco surreais em alguns momentos.

Apesar disso, a escrita da Paula ainda está ali e permanece tão leve e dinâmica quanto nos seus outros trabalhos. A leitura passa rapidamente e flui de uma forma muito boa. Gostei muito de um detalhe que a Paula colocou nesse livro que foi a inserção de uma personagem que já conhecemos de um de seus outros contos. Achei uma ideia ótima e sorri quando ela apareceu.

Sobre as personagens: gostei da Rosa - Áurea. Ela é uma adolescente e suas atitudes são da idade. Além dela, seus tios e suas amigas são muito presentes. O romance existente é rápido, mas bem bonitinho, nos moldes do que eu esperava mesmo. A narrativa é em primeira pessoa, sendo que todas situações são feitas pelo ponto de vista da Rosa.

Apesar dos pesares, o livro vai agradar muito as adolescentes e ao público mais jovem. Acho que fui com expectativas bem grandes, já que gosto muito das outras séries dela, e dessa forma me decepcionei. Mesmo assim, eu recomendo a esse livro a esse público em especial e aos leitores que gostam de releituras de conto de fadas sem muitas pretensões. 

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Oi, Aline!

    Eu ainda não li nada da Paula, mas tenho muita vontade... Contudo, já vejo que devo começar por FMF, mesmo...
    Eu não sou muito fã de releituras, e ainda que você falou que parece meio sem rumo às vezes... sei que não vou gostar muito. Uma pena, porque a premissa é boa e a capa é linda! rs

    Adorei a resenha
    Bjs,
    Leeh - Caverna Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, quase esqueci!
      Eu ameeeeei esse lay do blog <3 parabéns!

      Excluir
  2. Oi baby ,

    Estou com esse livro na mesa pra ler, e vi muitos elogios sobre a obra. Ainda vou tirar minhas próprias conclusões sobre a mesma, por mais que agora eu vá com um pé atrás, pra evitar chegar muito esperançosa e me decepcionar também. Espero que isso não aconteça. Sobre releituras, gostei demais da que foi feita em Malévola, e eu vou achar um jeito de desenhar a mesma para que minha filha leia a versão, ao invés da original, então não acho que essa venha a me agradar.
    Mas só lendo pra saber.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!! Bom, confesso que não gostei de Fazendo Meu Filme. Pelo menos o primeiro. Então eu não fui com expectativa por seu conto em O Livro das Princesas, mas me surpreendi e amei! Estava realmente querendo ler o livro, mas agora tenho minhas dúvidas. Rs! Beijoo!
    http://mygirlyandbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já tinha ouvido falar do livro, e adorei desde a primeira vez que vi, adoro contos de fadas modernos, e adorei essa capa, sem conta que Qm escreve é a Paula Pimenta, e por mais que eu nunca tenha lido um livro dela, ouvi falar que é uma ótima escritora ^-^

    ResponderExcluir
  5. Acho livros assim mega fofos e com certeza lerei este.
    Já estava de olho e espero conferir em breve. princesas.... é comigo mesma, rs

    ResponderExcluir
  6. Sempre leio maravilhas a respeito do trabalho desta autora, uma pena que eu ainda não o conheça,
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo