09/09/2013

Resenha | Never Sky - Sob o céu do nunca

Never Sky - Sob o céu do nunca
  • Autor: Veronica Rossi
  • Editora: Prumo
  • Páginas: 336

Desde que fora forçada a viver entre os Selvagens, Ária sobreviveu a uma tempestade de Éter, quase teve o pescoço cortado por um canibal, e viu homens sendo trucidados. Mas o pior ainda estava por vir... Banida de seu lar, a cidade encapsulada de Quimera, Ária sabe que suas chances de sobrevivência no mundo além das paredes dos núcleos são ínfimas. Se os canibais não a matarem, as violentas tempestades elétricas certamente o farão. Até mesmo o ar que ela respira pode ser letal. Quando Ária se depara com Perry, o Forasteiro responsável por seu exílio, todos os seus medos são confirmados: ele é um bárbaro violento. É também sua única chance de continuar viva. Perry é um exímio caçador, em um território impiedoso, e vê Ária como uma menina mimada e frágil – tudo o que se poderia esperar de uma Ocupante. Mas ele também precisa da ajuda dela, somente Ária tem a chave de sua redenção. Opostos em praticamente tudo, Ária e Perry precisam tolerar a existência um do outro para alcançar seus objetivos. A aliança pouco provável entre os dois acabará por forjar uma ligação que selará o destino de todos os que vivem sob o céu do nunca.


Olás! Segunda-feira, voltando a normalidade, é dia de resenha. E hoje eu trouxe para vocês o que eu achei do livro Never Sky - Sob o céu do nunca, escrito pela Veronica Rossi e publicado pela Editora Prumo aqui no Brasil. Desde o lançamento do livro ele já estava na minha lista de desejados por dois motivos: 1 - É distopia e 2 - As opiniões a cerca do livro estavam muito positivas, além é claro da capa chamar muito a minha atenção.

Já imaginou você está vivendo dentro de uma sociedade e um mundo que conhece desde sempre e de repente, você é expulsa de toda a realidade e costumes que a cercou? Foi exatamente isso que aconteceu com Ária que, depois de um conflito com outros jovens, foi julgada como única culpada e por isso, exilada do núcleo em que vivia. Graças aos pré conceitos e medos do "lado de fora", o único pensamento de Ária é de que vai morrer mais cedo ou mais tarde, até que ela encontra Perry, uma caçador e morador de uma tribo que vive do lado que ela tanto teme e que pode te mostrar que nem tudo é o que parece.

Minhas expectativas para a leitura estavam bem altas. Afinal, eu já sabia o quanto todos estavam amando e que, ainda por cima, a autora é brasileira. Então muitos créditos. Mas logo de início, a narrativa não me conquistou. Eu não me sentia inserida na história. Acho que até as primeiras 60, 80 páginas a explicação do mundo criado pela Veronica não estava muito clara, e isso me fez rodar e voltar muitas vezes para checar.

Mas então, quando acontece um fato que marca um certo ponto do livro, a narrativa começa a andar e eu não consegui largar o livro até que eu terminasse. Consegui me conectar com os personagens, suas incertezas e medos até o final e gostei muito do que vi.

Ária cresceu bastante durante a narrativa, até porque ela tinha uma concepção muito fechada em relação ao que não fazia parte desse núcleo. O mundo que a autora criou a colocou dentro de uma espécie núcleo, onde ela encontrava tudo o que precisava, com muita tecnologia avançada é claro, sem a noção de estar presa, já que foram criadas interfaces em que os moradores poderiam viajar sem sair do lugar para qualquer cenário. Quando ela encontra o lado fora desse mundo, existem realmente vários perigos, como a chuva de éter, que dá uma coloração estranha ao céu e que é extremamente prejudicial.

Além de coisas nocivas, ela passa a aprender que existem indivíduos que precisam viver naquelas condições, como Perry, que é o protagonista masculino da trama. Irmão caçula de um chefe de uma tribo, ele possui alguns segredos e, acima de tudo, quer a liderança da tribo para si. Gostei da forma que a autora retratou pelo o que Perry precisou passar e o porquê dele ser um pouco desgostoso com o irmão. 

A narrativa vai sendo intercalada pelos pontos de vista de Perry e Ária, facilitando aos poucos o conhecimento dessa distopia. Existem outros personagens chave, mas basicamente todos eles passam pelo crivo de opinião os narradores principais.

É uma trilogia e eu gosto disso. A autora tem o espaço para crescer e dar ápice no segundo volume, já começar a dar algumas respostas e fechar muito bem no terceiro livro. Ela tem tudo para continuar escrevendo bem e não deixar a peteca cair em relação ao crescimento das personagens. Adorei a ideia e a construção e espero muito que a continuação não demore a sair.

Comente com o Facebook:

36 comentários:

  1. Realmente o pessoal fala muito bem do livro. Eu tenho certo interesse por ele, mas confesso que não está no topo da minha wishlist. Estou começando a gostar das distopias e esta parece muito bacana.
    Fiquei com a impressão de ser mais uma introdução ao "universo", já que é o primeiro livro da trilogia (o que não significa que é ruim, pelo contrário, é necessário).
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm AMO distopias e Never Sky está na minha lista de desejados desde o seu lançamento.
    Gostei de saber que a narrativa é intercalada entre a Aria e o Perry, acho interessante ter o ponto de visto dos dois, ainda mais que vieram de "realidades diferentes".
    As vezes a leitura não nos cativa de imediato, mas se depois a leitura vingar, não acho que tenha problema ter um início um pouco mais parado.

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline!!
    Vi algumas pessoas comentando sobre esse lançamento, mas ainda não tinha lido nenhum resenha sobre ele. Gostei da história... Achei bem diferente. E por adorar distopia já fico interessada. Talvez eu leia mais pra frente, tô fugindo um pouco de séries por que estou tentando completar as que não consegui terminar ( Os Legados de Lorien e Os Livros do Princípio). Mas realmente fiquei bem curiosa!!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Aline! São tantos comentários positivos a respeito desse livro... E mais a sua resenha, que fez aumentar imensamente a minha curiosidade. Sou t ão apaixonada por distopias! Espero que essa seja uma leitura envolvente pra mim. Mal vejo a hora de poder lê-lo. Beijocas.

    ResponderExcluir
  5. Eu pesquisei sobre a autora no google e vi só sites em inglês. Daí você fala que a autora é brasileira. Oi? A Aline tá doida. Volto lá pra ver e ela nasceu no Rio! *O* Mas gente *-* Quero ler!

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Esse livro foi publicado lá fora e fez um sucesso danado, fico mega feliz da autora ter reconhecimento lá fora porque nós não valorizamos a cultura nacional. Mas tirando a revolta, eu não gosto de trilogias não heim, triste, mas não >.<, se pintar a oportunidade de eu ler eu vou ler é claro, mas pra comprar mesmo não estou muito animada não.

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu estava que nem você quando vi a capa e que seria lançado no Brasil fiquei louca pelo livro..Mesmo sendo distopia queria arriscar na leitura.. quando surgiram as primeiras resenhas fiquei com um pé meio atrás porque todas falam quase a mesma coisa que a sua..que foi difícil se conectar com a história no início mais depois agente consegue se encontrar..Ainda não li, mais estou ainda curiosa com o livro e por ser de uma autora brasileira temos que dar uma chance.

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Já li mt resenhas positivas sobre esse livro, confesso que estou bem curiosa!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da resenha, tenho muita vontade de ler o livro e a capa é linda...

    ResponderExcluir
  10. Já faz um tempo que quero lê-lo. Um dos motivos para querer ler também é por ele ser um distopia e a capa gostei muito dela. Normalmente quando quero muito ler um livro não gosto de ler as resenhas sobre ele para não criar grandes expectativas. Gostei de saber que terei que ter um pouco de paciência para realmente começar a gostar do livro por que se eu estivesse lendo e ficasse realmente muito chato com certeza ele iria para a prateleira pegar um pouco de poeira.

    ResponderExcluir
  11. Estou a muito tempo ansiosa por esse livro... Primeiro por ser distopia e segundo pq a capa e magavilhosa .... Estou cancando ele aqui em SA pra comprar...

    ResponderExcluir
  12. Tenho lido muitas resenhas bem positivas quanto o livro, e pretendo le lo.
    Adoro uma distopia, e o fato de ser uma serie é bm pois concordo contigo isto da espaço para criar muita coisa, mas espero que a trilogia não vire 5 livros...rs. E a capa é tão linda, agora so esperar atté comprar para poder ler, beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu nem estava dando muita coisa por esse livro, mas quando descobri que era uma distopia e escrita por uma brasileira (ok, ela só nasceu aqui) fiquei super interessada. A história parece ser legal e bem diferente. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  14. Só leio comentários positivos sobre este livro, então minhas expectativas estão altas. Espero não me decepcionar né =/
    Mas por todo o contexto que ele aparenta ter parece ser fantástico mesmo.

    ResponderExcluir
  15. Eu já li alguns livros de distopia mas não é o meu tema favorito. Mas mesmo assim acho legal variar as leituras. Não tinha ouvido falar desse livro ainda (acho que só eu.... kkk) mas parece interessante e a autora sendo brasileira a gente tem que dar uma chance!
    :)

    ResponderExcluir
  16. Resenha bem elaborada, abordando de forma simples e inteligente o conteúdo do livro, nos dando uma boa noção sobre o enredo, facilitando o entendimento e despertando o interesse dos leitores.

    ResponderExcluir
  17. Gostei da resenha Aline , já tinha visto o primeiro livro, mas segundo me deixou com vontade de ler a série.

    ResponderExcluir
  18. é um livro fora do comum, achei muito bacana. Surreal, e cara, é muuuuito grosso, imagina as coisas que rodeiam a vida da Aira *_* E gostei muito, pois é uma distopia, e eu adoro! Muito boa a resenha :)

    ResponderExcluir
  19. Oi, Aline!

    Eu gostei bastante do livro. A coisa toda demora um pouco para acontecer, mas depois o livro melhora muito, muito, muito. Ansioso pela continuação!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Gosto de distopias e tenho vontade de ler esse livro. Não é um dos que mais quero ler, mas eu desejo.
    Não sabia que era um trilogia.
    "Mas então, quando acontece um fato que marca um certo ponto do livro, a narrativa começa a andar e eu não consegui largar o livro até que eu terminasse." - OM OMG OMG OMG
    Ai as coisas começam a mudar! Eu preciso saber o que é isso!

    ResponderExcluir
  21. Não sabia que a autora era brasileira sempre fiquei de olho nesse livro e como é trilogia é melhor que saga por que sabemos que teremos apenas 3 livros e em relação a capa é muito linda nossa eu morro toda vez que vejo !
    Acho super legal intercalar os capitulos com outro personagem!

    ResponderExcluir
  22. Não conheço a serie mas , gostei da historia , provavelmente darei uma chance a ela. Beihos

    ResponderExcluir
  23. Hey Aline, eu gosto bastante de distopias mas não me interessei por Never Sky, talvez por não ter nada de muito inovador das outras :(. Li alguns reviews e percebi que a narrativa é meio travada... aí você agora mesmo disse isso e a vontade só diminuiu.
    No meio da sua resenha você falou tão bem, colocou tanta emoção que fiquei meio balançada ahahaha, quem sabe em um futuro não leio?
    bjs :D

    ResponderExcluir
  24. esse livro é maravilhoso . gosto demais do enredo e da forma como se passa a historia

    ResponderExcluir
  25. Como eu AMO distopias, logo que soube deste livro me interessei por ele. Achei a trama diferente apesar de haver elementos que possa fazer ligações com outras histórias do gênero. Estou curiosa para saber se há algum triângulo amoroso nessa trilogia kkk :)

    Bjs
    @tibiux

    ResponderExcluir
  26. Aline , você fala tanto nesta serie que até me da vontade de ler , o problema é : são tantos livros bons na minha lista, sei que você me entende ... :(

    ResponderExcluir
  27. Ahahah você vai me achar uma tapada :P Mas nunca tinha me atentado ao fato de que a autora dele é nacional o.O Fiquei surpresa até... adoro conhecer nossos autores, e por eles eu até relevo o livro ser uma distopia (Já estou meio saturada rsrs), fiquei curiosa para conhecer Ária e Perry, saber o motivo de alguns serem isolados e tal. Vou colocar na minha lista \o/

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  28. Adoro distopias e adoro mais ainda o fato dessa autora ser brasileira! Adorei o enredo da série e ela parece ser ótima! E sim, sempre tem aqueles livros que não conseguem nos prender até determinado ponto, mas acabam nos surpreendendo!

    ResponderExcluir
  29. Hey! Eu estava/estou bem positiva e ansiosa em relação a esse livro! A sinopse me conquistou em um piscar de olhos, e a capa continua me conquistando cada vez que a vejo! Amei a sua resenha! Bom.. Sobre o fato de demorar um pouco para se aprofundar no livro e pegar o gosto, me lembra muito o livro A Hospedeira, que eu só comecei a apreciar a leitura pela página 170 kkkkk então não vou me surpreender. Esse livro está no topo da minha lista de desejados, especialmente por ser brasileiro! Bjos.

    ResponderExcluir
  30. adorei a resenha, gosto bastante da capa desse livroe a sinopse é otima

    ResponderExcluir
  31. Gosto de narrativa que intercala mais de um ponto de vista. Enriquece a trama.

    ResponderExcluir
  32. Aline,
    Que boa resenha! Todo mundo esta' falando desse livro. Eu consegui um exemplar em russo....Genial! Soube que j'a foi publicado em 25 paises. Que bom que uma carioca esteja fazendo tanto sucesso la' fora!... Sera' que vai virar filme?!!

    ResponderExcluir
  33. Tem um tempo que quero ler esse livro e a capa é muito linda, foi o que me chamou a atenção pra ler as resenhas acho um pouco parecida com um livro que li ano passado e gostei bastante disso e ai descubro que a autora é brasileira, maravilhada com isso não que aqui não tenha otimas autoras mas me surpreendeu .
    Este está na lista de desejados com certeza.

    ResponderExcluir
  34. Aline, gostei muito da sua resenha do meu livro. Obrigada por seu apoio.
    O segundo livro deve sair no Brasil em Janeiro. Espero que voce goste dele tambem.
    Beijos,

    Veronica Rossi

    ResponderExcluir
  35. Adoroooo quando os livros têm narrativa intercalada, eu amo saber os dois lados da história. Confesso que esse livro não está na minha lista de desejados, mas a capa dele ta me enfeitiçando hahahhaha

    ResponderExcluir
  36. Distopia não é minha praia, acho que pq eu sou otimista com o futuro, não me pergunte como mas acho que td mundo vai apanhar um bocado mas vai aprender. Os autores já são bem pessimistas né...De td forma eu sempre coloco eles na minha lista de leitura, pq? Ah pq sou curiosa rs!

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo