14/06/2013

Resenha | Laços de Sangue

Laços de Sangue
  • Autor: Richelle Mead
  • Editora: Seguinte
  • Páginas: 440
  • Em pré-venda. Lançamento: 21 de junho

Sydney estava encrencada. Em sua última missão, ela tinha ajudado a dampira Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dampiros são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger - os humanos. Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se sente obrigada a voluntariar-se para uma tarefa nada agradável - ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, a rainha Lissa ficará sem nenhum parente vivo e, como manda a lei, terá de abdicar do trono - o que culminará numa guerra civil tão sangrenta no mundo dos vampiros que certamente afetará a humanidade. Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie, quando os três são matriculados como irmãos no último lugar em que qualquer um procuraria a realeza dos vampiros - a Escola Preparatória Amberwood, em Palm Springs, na Califórnia. Mas entre uma pizza e outra, entre um jogo de minigolfe e uma conversa sobre garotos, ela começa a ter a sensação de que talvez esses seres estranhos não sejam tão maus assim, principalmente Adrian, um vampiro muito próximo de Jill que desperta os sentimentos mais contraditórios - e proibidos - em Sydney. O problema é que além de refletir sobre suas convicções e se preocupar com o seu coração, que anda acelerando mais do que deveria, a garota terá de encarar outros inconvenientes um pouco mais graves, como as tatuagens que viraram febre entre os alunos da escola e que parecem conferir poderes sobrenaturais a quem as usa. De que ingredientes elas eram feitas? Quem estaria por trás disso? Será que havia algum alquimista traidor entre eles? Caberá a Sidney resolver todos esses mistérios e garantir a paz entre os humanos antes que seja tarde demais.


Olás! É com muita felicidade que hoje eu posto da resenha de Laços de Sangue, primeiro livro da série Bloodlines, escrito pela maravilhosa Richelle Mead e publicado pela Seguinte. Para quem não sabe Bloodlines é um spin-off da série de livros Vampire Academy (ou academia de vampiros no Brasil), em que a história se passa no mesmo universo criado em VA, só que o foco é direcionado a personagens que na primeira série eram secundários.

No caso de Laços de Sangue, a protagonista é Sydney, uma alquimista que ajudou bastante todos os personagens de VA (principalmente os momentos finais) e que agora recebe um pouco mais de atenção pela autora. Dessa vez, Sydney parte para uma missão diretamente ligada com o governo dos Moroi, a elite de vampiros, em que precisa ser uma das pessoas a tomarem conta de Jill, uma Moroi que é meia-irmã da Rainha Lissa e que está sofrendo ataques por parte de rebeldes contra o governo.

É importante dizer que o relacionamento Alquimistas e Vampiros é muito delicado, sendo que o primeiro aprende desde muito novo que a segunda raça não é natural e que precisa cuidar para que os humanos não saibam de sua existência. Além de Sydney, Adrian (um Moroi muito conhecido em VA) também tem o status elevado e acaba se tornando o protagonista masculino da série.

Preciso dizer o quanto de saudades que eu estava sentindo de ler algo da Richelle, principalmente relacionado a VA. Não é novidade para ninguém que sou viciada na série e que ela é uma das minhas favoritas. Quando Bloodlines foi lançado, eu me segurei para não ler em e-books. Fiquei feliz que a Editora Seguinte tenha comprado os direitos de publicação dos livros da autora aqui no país. Estava passando da hora de alguém tratar com cuidado e carinho os livros dela.

Um ponto que eu quero ressaltar bastante é: Eu não aconselho a quem não leu ou finalizou VA a começar a ler a série Bloodlines. Não porque não vá entender, vocês vão entender sim. O problema é que vocês receberão muitos spoilers da série anterior, principalmente da parte final. Se você for um leitor que não se importa, pode mergulhar com tudo. Agora, se você se importar, fique de olho.

Eu realmente amei o que a autora trouxe para Laços de Sangue. Ela mostra um pouco mais do mundo dos alquimistas, além de conhecermos personagens novos. A leitura continua fluida e sua escrita incrível como sempre. A narração é em primeira pessoa do ponto de vista da Sydney.

E o que dizer sobre Adrian? Como eu estava com saudades das suas tiradas sarcásticas. A todo momento que ele aparecia eu ficava com um sorriso no rosto e agradecia a Richelle Mead por não ter desperdiçado um personagem tão bom quanto ele.

Além de tudo isso, fiquei também muito feliz com o andamento aos poucos que a história está tomando. É um pouquinho óbvio o que se espera de romances e relacionamentos, mas eu fiquei feliz por ela não ter forçado a barra nesse primeiro volume com os casais. Quase não temos romance nesse livro, mas fui compensada com outras surpresas.

Então, para fechar com chave de ouro, a nossa autora ruiva favorita vai e me dá um final daqueles! Meu Deus, como eu preciso de The Golden Lily para agora! Richelle Mead e o seu poder de me deixar a cada dia mais curiosa e fascinada por esse mundo. Se você achou que esse primeiro possa ter sido um pouco "parado" ou "meia-boca", espere para ver e ela aprontará no futuro com continuações incríveis.




Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Eu não tenho muita sorte com Estórias de vampiros mas sua resenha me deixou com muita vontade ler mas deve começar pela VA como você disse mas quando tiver alguma promoção maluca no Submarino e se algum livro estive de promoção concertza irei dar uma chance a eles.

    http://maylahenrikybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Necessito desse livro! Estou com saudades de todos os personagens (principalmente do Dimitri e da Rose). Quero muito saber o que a Richelle está planejando com esse spin-off. Já vi que tenho que preparar meu coração para que ele não seja muito maltratado.

    ResponderExcluir
  3. não tenho curiosidade pra ler esse livro...
    talvez porque já esteja cheia de histórias de vampiro... realmente não aguento mais HAHHAAH
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu particularmente gosto de livros de vampiros,salvo algumas exceções tipo crepúsculo,rsrs

    ResponderExcluir
  5. Ei aline, eu tenho os livros da AV, mas ainda não li, ai meu Deus vou tratar de le-los logo!!! Assim fico por dentro!!! ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi ALine !
    Já conhecia essa série por algumas pessoas do clube falarem sobre mas nunca li nada da Richele Mead ! Estou muito curiosa ! Adorei a resenha né só instiga mais :3

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline
    Vampiros *.* meu Seus , confesso que minha experiência com a autora não foi das melhores,meio que não gostei muito de O Beijo das sombras , mas ainda não desisti da autora , vou ler sim pois sei que ela é ótima e muito elogiada, só não tive sorte na primeira tentativa...

    ResponderExcluir
  8. Eu amei a outra serie e me sinto orfã ja, ainda não comecei a ler esta serie nova/com personagens antigos rs, mas sinto por saber que tem muito pouco romance o quase nenhum e Adrian..hum quero ler logo, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Opa esse tb já li achei uma leitura super rápida e fluía muito bem,prende o leitor ,pelo menos a mim prendeu rsrs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo