24/12/2012

Resenha | O Retrato de Dorian Gray

O Retrato de Dorian Gray
  • Autor: Oscar Wilde
  • Editora: Companhia das Letras (Penguin)
  • Páginas: 260
Dorian Gray é um belo e ingênuo rapaz retratado pelo artista Basil Hallward em uma pintura. Mais do que um mero modelo, Dorian Gray torna-se inspiração a Basil em diversas outras obras. Devido ao fato de todo seu íntimo estar exposto em sua obra prima, Basil não divulga a pintura e decide presentear Dorian Gray com o quadro. Com a convivência junto a Lorde Henry Wotton, um cínico e hedonista aristocrata muito amigo de Basil, Dorian Gray é seduzido ao mundo da beleza e dos prazeres imediatos e irresponsáveis, espírito que foi intensificado após, finalmente, conferir seu retrato pronto e apaixonar-se por si mesmo. A partir de então, o aprendiz Dorian Gray supera seu mestre e cada vez mais se entrega à superficialidade e ao egoísmo. O belo rapaz, ao contrário da natureza humana, misteriosamente preserva seus sinais físicos de juventude enquanto os demais envelhecem e sofrem com as marcas da idade. 

 
Olá pessoas! Véspera de Natal e cá estou eu com uma resenha fresquinha para vocês. Dessa vez é o livro á O Retrado de Dorian Gray, escrito pelo Oscar Wilde e com essa edição publicada pela editora Companhia das letras. Fazia um bom tempo que eu não lia um clássico, então foi bem bacana esse reencontro, porque gosto bastantes desse gênero. E além de tudo eu estava bem empolgada em lê-lo depois de ter visto o filme.

Em O Retrato de Dorian Gray, Dorian Gray é um jovem que recebe uma pintura de presente com sua própria imagem. Após observar o quão belo é, Dorian reflete que um dia sua beleza irá se esvair, enquanto que o quadro permanecerá com ela para sempre. Depois de desejar que isso fosse o contrário, algo sobrenatural acontece fazendo com que o desejo de Dorian Gray se realize e ele realmente fique jovem durante um longo tempo.

Essa basicamente é a premissa apresentada pelo autor Oscar Wilde. A história se passa no século XIX, o que trás muitas riquezas da época. Acima de tudo, a história de Oscar Wilde mostra como a possível uma pessoa ser extremamente manipulada e corrompida, o que aconteceu com Dorian. Depois de deixar de ser um jovem de certa forma ingênuo, a sociedade como um todo o transforma em tal maneira que você nota o quanto ele muda ao decorrer da narrativa.

Falando em transformação, um outro personagem que eu queria ressaltar é Harry, que aparece como um "amigo" de Dorian. Ele que aparece e mostra a Dorian como é a vida nessa sociedade e é responsável em boa parte por seu novo "comportamento". Ele é um tanto conquistador em suas palavras.
 
Para quem já leu algum clássico sabe como a linguagem é um pouco mais rebuscada e "díficil", mas isso não impede em nada a leitura. O livro é em terceira pessoa, e a edição proposta pela Companhia das Letras é uma edição mais econômica e pequena, super fácil de carregar. Apesar disso, deve-se ter um cuidado maior, já que ela vem sem orelhas.

Gostei bastante do livro e recomendo a quem quer ler um clássico. O livro não é grande e a leitura, apesar de não tão rápida, é bem fluída. O final é bem trágico, mas no fundo tem uma "lição" por trás de tudo aquilo o que havia ocorrido no decorrer da narrativa. 



Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Já li este livro, ele é realmente muito bom , e bem diferente do filme ( que não gostei), a escrita é realmente mais difícil mas muito gostosa.Vale muito a pena .

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha escutado falar desse livro, mas só menções mesmo, nunca tinha visto uma resenha. E fico feliz de saber de você gostou *-* Apesar de não ser muito o meu estilo, eu leria com certeza.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ai que legal Aline ! Não sou mt fã de clássicos mas esse parece ser bem interessante. Ainda mais que tem filme , obviamente farei o possível para ler primeiro e depois acompanhar o filme (:

    ResponderExcluir
  4. Este livro é um clássico e eu gostaria muito de ler. Já vi o filme mais novo e é muito bom, mas nada se compara ao livro, para nós que somos viciados em leitura.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    LerparaDiverir

    ResponderExcluir
  5. Olá Line,

    Está aí um livro clássico que quero ler! Apesar da escrita ser mais complexa, me atrai bastante os clássicos e esse ainda não tive a oportunidade de ler =)

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gosto de ler livros claasico, esse é o tipo que nos faz pensar (adoro livros assim), vou coloca-lo na minha lista.

    ResponderExcluir
  7. hum que livro interessante nunca li algo do gênero mas creio que esse livro é uma boa pedida.

    ResponderExcluir
  8. Já assisti ao filme, bem antigo e ainda em preto e branco.

    ResponderExcluir
  9. Curiosamente, o romance que eu achei muito interessante e não vejo por que se tornou um clássico da literatura. Também me lembrou da série recém-lançado chamado Penny Dreadful, uma história que lida com a origem de personagens literários clássicos como Dorian Gray e Dr. Frankenstein, a verdade é muito bom.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo