27/10/2012

10 Livros de drama

Olá a todos! Faz um tempinho que não posto nada no Top sei lá do que por causa dessa época de fim de ano que está uma correria, mas eu voltei!

Drama é o meu gênero favorito, afinal adoro tramas bem complicados. Por isso resolvi compartilhar com vocês 10 livros bem dramáticos que prometem histórias bem tensas. Os temas abordados são violência, assassinato, estupro, preconceito, bullying, traição, doença etc. Os enredos são bem interessantes, então vale a pena dar um lida!

Obs:

  • Os livros não estão em ordem de classificação. 
  • Todas as sinopses foram retiradas do Skoob.

Pequena Abelha, de Chris Cleave


Essa é a história de duas mulheres cujas vidas se chocam num dia fatídico. Então, uma delas precisa tomar uma decisão terrível, daquelas que, esperamos, você nunca tenha de enfrentar. Dois anos mais tarde, elas se reencontram. E tudo começa… Depois de ler esse livro, você vai querer comentá-lo com seus amigos. Quando o fizer, por favor, não lhes diga o que acontece. O encanto está sobretudo na maneira como essa narrativa se desenrola.


Precisamos falar sobre o Kevin, de Lionel Shriver


Para falar de Kevin Khatchadourian, 16 anos – o autor de uma chacina que liquidou sete colegas, uma professora e um servente no ginásio de um bom colégio dos subúrbios de Nova York –, Lionel Shriver não apresenta apenas mais uma história de crime, castigo e pesadelos americanos: arquiteta um romance epistolar em que Eva, a mãe do assassino, escreve cartas ao marido ausente. Nelas, ao procurar porquês, constrói uma reflexão sobre a maldade e discute um tabu: a ambivalência de certas mulheres diante da maternidade e sua influência e responsabilidade na criação de um pequeno monstro. Precisamos falar sobre o Kevin discute casamento e carreira; maternidade e família; sinceridade e alienação. Denuncia o que há de errado com culturas e sociedades contemporâneas que produzem assassinos mirins em série e pitboys. Um thriller psicanalítico no qual não se indaga quem matou, mas o que morreu. Enquanto tenta encontrar respostas para o tradicional “onde foi que eu errei?” a narradora desnuda, assombrada, uma outra interdição atávica: é possível odiarmos nossos filhos?

As boas mulheres da China, de Xinran


A jornalista Xinran coletou inúmeros relatos sobre a vida da mulher chinesa contemporânea durante os oito anos em que comando o programa de rádio "Palavras na brisa noturna", entre 1989 e 1997. Mostra a história de mulheres onde predomina a memória da humilhação e do abandono: casamentos forçados, estupros, desilusões amorosas, miséria e preconceito.

O Guardião de Memórias, de Kim Edwards


Com mais de três milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos, O Guardião de Memórias é uma fascinante história sobre vidas paralelas, famílias separadas pelo destino, segredos do passado e o infinito poder do amor verdadeiro. Inverno de 1964. Uma violenta tempestade de neve obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus filhos gêmeos. O menino, primeiro a nascer, é perfeitamente saudável, mas o médico logo reconhece na menina sinais da síndrome de Down. Guiado por um impulso irrefreável e por dolorosas lembranças do passado, Dr. Henry toma uma decisão que mudará para sempre a vida de todos e o assombrará até a morte: ele pede que sua enfermeira, Caroline, entregue a criança para adoção e diz à esposa que a menina não sobreviveu. Tocada pela fragilidade do bebê, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe como sua própria filha. E Norah, a mãe, jamais consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência da menina. A partir daí, uma intrincada trama de segredos, mentiras e traições se desenrola, abrindo feridas que nem o tempo será capaz de curar. A força deste livro não está apenas em sua construção bem amarrada ou no realismo de seus personagens, mas, principalmente, na sua capacidade de envolver o leitor da primeira à última página. Com uma trama tensa e cheia de surpresas, O Guardião de Memórias vai emocionar e mostrar o profundo - e às vezes irreversível - poder de nossas escolhas.

A Guardiã da Minha Irmã, de Jodi Picoult


Concebida por meio de uma fertilização in vitro, Anna foi trazida ao mundo para ser uma combinação genética para a sua irmã mais velha, Kate, que sofre de leucemia promielocítica aguda. Aos 15 anos, Kate passa a sofrer de insuficiência renal. Anna sabe que se doar seu rim, ela terá uma vida limitada. Ciente de que terá de doar um de seus rins para sua irmã, Anna processa os pais para obter emancipação médica e direito sobre seu próprio corpo.

Cruzando o Caminho do Sol, de Corban Addison


Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.


A Montanha e o Rio, de Da Chen


No auge da Revolução Cultural chinesa, Ding Long, um jovem e poderoso general, gera dois filhos. Um deles, legítimo. O outro, nascido de uma jovem camponesa que se atira do alto de uma montanha pouco depois do parto. Tan cresce em Beijing, cercado de luxo, carinho e conforto, ao passo que Shento é criado nas montanhas por um velho curandeiro e sua esposa, até que a morte do casal o leva a um orfanato onde passa a viver sozinho, assustado e faminto. Separados pela distância e pelas condições de vida, Tan e Shento são dois estranhos, que crescem ignorando a existência um do outro. A montanha e o rio narra a saga desses dois irmãos que trilham caminhos distintos, mas cujas vidas se encontram quando se mesclam aos acontecimentos que marcam a história política e social da China no final do século XX.

Eu sou o mensageiro, de Markus Zusak


Ed Kennedy leva uma vida medíocre, sem arroubos. Trabalha, joga cartas com cúmplices do tédio, apaixona-se por uma amiga que dorme com todos os vizinhos do subúrbio e divide apartamento com um cão velho. O pai alcoólatra morreu há pouco; a mãe parece desprezá-lo.

Certo dia, ele impede um assalto a banco e é celebrizado pela mídia. O ato heróico tem conseqüência. Logo depois, Ed recebe enigmáticas cartas de baralho pelo correio: uma seqüência de ases de ouros, paus, espadas, copas, cada qual contendo uma série de endereços ou charadas a serem decifradas. Após certa hesitação, rende-se ao desafio. Misteriosamente levado ao encontro de pessoas em dificuldades, devassa dramas íntimos que podem ser resolvidos por ele. Uma mulher é estuprada diariamente pelo marido, enquanto uma senhora de 82 anos afoga-se em solidão, à espera do companheiro, morto há mais de meio século.

A ele parece caber o papel do eleito, do salvador. Convencido disso, segue instruções e se perde entre ficções de estranhos e sua própria, embaçada, realidade. A certa altura pergunta-se: "Eu sou real?" Markus Zusak cria um personagem comovente capaz de confrontar o mistério e, por meio da solidariedade, empreender um épico que o levará ao centro de sua própria existência.


Para Sempre Alice, de Lisa Genova


Aos 50 anos, Alice começa a esquecer. No início, coisas sem importância, como o lugar em que deixou o celular, até que, um dia, ela se perde a caminho de casa. Um diagnóstico inesperado altera para sempre sua vida e sua maneira de se relacionar com a própria família e o mundo. E, quando não há mais certezas possíveis, só o amor sabe o que é verdade.

A Lista Negra, de Jennifer Brown


E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

Espero que vocês tenham se interessado por algum desses livros! Depois disso vocês vão querer ler um livro bem mamão com açúcar haha. 

Much love, Thata xoxo.

Comente com o Facebook:

31 comentários:

  1. Eu já li "Cruzando o caminho do sol" e "A lista negra". Mas, sei lá, eu não os considero como drama, embora não me venha à cabeça uma outra "classificação" para eles. Não estou dizendo que não tenha uma certa dose dramática haha. Gostei bastante dos dois.

    Abraço!

    @tiagoodesouza

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Da lista li Pequena Abelha, e gostei muito. Tenho Cruzando o Caminho do Sol e A Guardiã da minha irmã e Eu sou o mensageiro. Falta tempo pra ler!

    Bjokas

    ResponderExcluir
  3. Pequena Abelha é fantástico! Estou com o Cruzando o Caminho do Sol, mas não tenho vontade de lê-lo, mas teu post chamou minha atenção, haha!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, só tem livros bons. Já ouvi falar de alguns, outros são desconhecidos. quero ler todos.

    ResponderExcluir
  5. Ganhei aqui no blog "cruzando o caminho do sol" e espero ler em breve. Gosto de livros fortes...
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  6. Destes eu já li "O Guardião de memorias" mais até que não achei ele "muito drama" sabe?! Os outros ainda não li não... ;(

    ResponderExcluir
  7. *-*
    Estoou muuito afim de ler Cruzando o caminho do Sol e o Guardião de Memórias ... Markus Zusak é um ícone qualquer um dele é EXCELENTE *-*

    ResponderExcluir
  8. Oi Manuela, até que entendo o porquê de você não achar o "O Guardião de Memórias" tão dramático, afinal o livro não aborda temas super pesados. Porém a história gira em torno de um segredo que ao decorrer do trama as consequências vão só se acumulando e desgraçando a vida de alguns personagens ficando naquele buraco sem fim. É sofrimento, é traição, é tristeza... Bom, então é por isso que coloquei ele na lista.

    Uma recomendação ótima Top 1 que tenho certeza que tem bastante drama (e desgraça) é "As boas mulheres da China". Esse você deve ler! :)

    Thata xx

    ResponderExcluir
  9. Eu ultimamente estou evitando drama. Eles me deixam mto pra baixo por isso eu evito, mas acho que é bom ler algum de vez enquanto.
    :)

    ResponderExcluir
  10. Concordo com o que a Karla disse aqui em cima, eu não gosto muito de drama e tal, me deixa pra baixo, mas tô tentada a ler para sempre alice e cruzando o caminho do sol *-*

    ResponderExcluir
  11. Stephania de Souza Ferreira7 de novembro de 2012 14:21

    nao ouvi falar de nenhum, e tenho q admitir q nao curto muito drama..

    ResponderExcluir
  12. as boas mulheres da china e o guardião de memorias sao incriveis!! os amo muito!!!

    ResponderExcluir
  13. queri ler Pequena Abelha, só ouço cometários positivos. Mesmo achando o livro cruzando o caminho do sol lindo, não tenho vontade de lê-lo

    ResponderExcluir
  14. Não gosto muito de livros de drama, prefiro um romance ou um livro de fantasia

    ResponderExcluir
  15. Já li o livro Pequena Abelha e Cruzando o Caminho do Sol gostei muito, mas não os leria novamente

    ResponderExcluir
  16. gostei da Guardian da minha irma..axo q vou ler pelo menos metade destes livros

    ResponderExcluir
  17. já ouvi falar de alguns. Começei a ler Precisamos falar sobre o Kevin mas não terminei.
    Bem quero ler alguns, mas tem tantos outros na frente que vai ficar para o ano que vem

    ResponderExcluir
  18. O Guardião de Memórias eu li, e apesar de não ser muito meu estilo, eu gostei bastante. Fiquei muito tocada com o livro, e chorei em várias partes. Recomendo muito a todos.

    ResponderExcluir
  19. Quero ler Precisamos falar sobre o Kevin, achei interessante!

    ResponderExcluir
  20. Os unicos que ja ouvi falar foram Precisamos falar sobre o Kevin,, e a lista negra somente.

    ResponderExcluir
  21. Vi os filmes Precisamos falar sobre Kevim ( que achei muito bom) e O guardião de memorias ( que ja não gostei tanto) Mas ainda quero ler estes livros.
    Bjs
    Adriana
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Gosto de um drama e fiquei curiosa com os seguintes: Pequena Abelha e A Guardiã de minha irmã.
    O Guardião de Memórias e Cruzando o caminho do sol já estão em minha meta de leitura para 2013, ;)

    ResponderExcluir
  23. Quero muito a guardiã da minha irmã e o guardião de memorias parecem ser muito bons e eu queria ter a oportunidade de lê-los.

    ResponderExcluir
  24. Vi o filme preisamos falar sobre Kevin e acabei me interessando pelo livro que deve ser muito melhor. Os outros são boas escolhas mas não conheço todos.

    ResponderExcluir
  25. E por falar em drama com choro e riso vale o ""Marley e Eu"" um espetáculo de livro....

    ResponderExcluir
  26. ainda naum li , mas parece ser incrivel todos , daquele tipo de tirar lagrimas

    ResponderExcluir
  27. ja ouvi falar sobre ''Pequena Abelha '' e parece ser maravilhoso

    ResponderExcluir
  28. Acabei de ler Cruzando o caminho do sol e adorei. Indico muito!! O submundo é estarrecedor.

    ResponderExcluir
  29. Bom dia!

    Se gosta de drama, procure ler o livro "Quando Te Conheci" acredito que irá gostar, segue abaixo o site do autor.

    http://rodrigoescritor.wix.com/rodrigoescritor

    Abraço!

    ResponderExcluir
  30. Bom, amei os livros! Obg pela indicação! AMO de coração livros de drama, não sei pq... Enfim, tbm queria informar para quem é viciado em livros, assim como eu, que tem um site ótimo para baixar livros grátis(encontrei todos da lista lá) vcs vão amar! É realmente ótimo! O nome é: LÊ LIVROS. #Ficadica

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo