21/05/2012

Resenha de "@mor"

@mor
  • Autor: Daniel Glattauer
  • Editora: Suma de Letras
  • Páginas: 188

Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. A expectativa é uma faca de dois gumes e a realidade pode não estar à altura. A tradição dos romances epistolares, compostos exclusivamente de trocas de cartas, é antiga na literatura ocidental. O primeiro livro com estas características, o espanhol Prisão de amor, de Diego de San Pedro, data de 1485. No século 18, o gênero se tornou popular, com clássicos como Ligações perigosas, de Choderlos de Laclos, Clarissa, de Samuel Richardson, e O sofrimento do jovem Werther, de Johann Wolfgang von Goethe. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Romance de estreia de Glattauer e campeão de vendas na Alemanha e na Espanha, o livro explora, sob roupagem moderna, sentimentos familiares a amantes de todas as gerações.



Hello people! Imagine que você envia um e-mail de reclamação a uma revista e que, na verdade, você mandou um e-mail por engano a algum desconhecido que mora no seu país. E que, apesar de toda essa situação um pouco imprevisível de acontecer, você continua a se corresponder com ele e começa a nascer uma pequena amizade de toda essa confusão. Bem difícil de acontecer, não é?

Mas é exatamente isso que ocorre em @amor, lançamento de maio da Editora Suma de Letras. Emma/Emmi é uma mulher casada que manda por engano um e-mail a Leo Leike, um rapaz solteiro que trabalha em uma universidade. Mesmo com esse contato estranho, Leo e Emmi passam a ter um relacionamento virtual trocando e-mails todos os dias sobre seus problemas e sua vida.

O livro chegou para mim essa semana e eu fiquei bem surpresa com sua chegada. Li tudo em um dia só. A leitura é muito bacana e super dinâmica. Toda a narrativa é feita realmente em formato de e-mails trocados pelos personagens, o que dá leveza e rapidez a leitura. E além disso, os acontecimentos propostos pelo autor não nos deixa querer soltar de jeito nenhum o livro até sabermos tudo o que irá acontecer.

Emma é casada e tem um casamento feliz e relativamente normal. Apesar de toda a sua vida feliz, ela mal pode esperar para conversar com Leo. Sua personalidade é bem descoberta por Leo, uma vez que apesar de conversarem todos os dias, os dois não podem se ver pessoalmente e nem contar muito sobre como são fisicamente. Emmi em resumo é irônica e um pouquinho egocêntrica. Tudo um tempero para você se envolver ainda mais na história.

Já Leo é um homem bem tranquilo e que descobre com facilidade tudo o que Emmi representa, por ter um bom faro para descobrir emoções por e-mail. E devo dizer que o achei muito inteligente também em algumas situações engraçadas. Gostei muito de sua personalidade.

Daniel Glattauer criou uma narrativa empolgante, dinâmica e que, apesar de já existir, me deixou muito empolgada em ler algo relativamente diferente. O pior de tudo: o final é daqueles horríveis que te deixa maluca e que você precisa de uma continuação já! Mal posso esperar para o que o autor irá aprontar no próximo volume.

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Eu quero esse livro *0* O que posso fazer se amo livros de amorzinho. Fiquei bem curiosa em como vai acabar essa história, afinal a Emma é casada. ótima resenha ^.^

    ResponderExcluir
  2. Curioso terem posto um tablet e não um computador na capa!

    ResponderExcluir
  3. Aline
    Tudo estava indo bem, livro pequeno, fácil de ler, relaxante, até o final quando disse que o livro é mais uma série! Me espantou. Não inicio mais séries até terminas todas que estou lendo.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  4. OI Aline, adorei o seu blog.. ta de parabéns!
    Aii, to doida pra lê esse livro, comecei a lê na livraria, só que eu estava de olho em outro.. então adiei a minha compra =\.. Adorei a resenha, muito bem escrita! Beijinhos + uma seguidora admirando o seu blog!

    ResponderExcluir
  5. Ah estava procurando saber sobre esse livro, esses dias. Estou mega curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  6. Eba!!!! como diminuir minha lista??? *o* amooo demais, romances então!!

    ResponderExcluir
  7. Esse livro não me empologou quando foi lançado. Mas depois de tantas resenhas positivas e de amigas dizendo que o livro é otimo, não vou resistir e vou ler, estou ficando curiosa com essa historia. Bjkss

    ResponderExcluir
  8. Não sou exatamente fã de romances, mas tenho muita vontade de ler esse livro.
    Achei ele extremamente divertido e original. Sabendo que a narrativa é empolgante me animo mais ainda.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  9. Algumas pessoas não gostam desse livro porque acreditam que situações como essas são bem difíceis de acontecer. Nunca levei isso muito a serio. Se há possibilidade de acontecer, qual o problema de fazer dela um livro?
    Gostei do conteúdo, é diferente e ao mesmo tempo atual. Deve ser bem divertido ler os e-mails que os personagens trocam.
    Nunca imaginei que essa estória pudesse ter continuação. O autor deve fazer alguma revelação bombástica para preparar o terreno pro próximo livro. Agora, qual será? Fiquei curiosa...

    ResponderExcluir
  10. Ai que fofo esse livro gente *.* Quero ler total.

    ResponderExcluir
  11. ai que lindo, me lembrou demais minha amiga, ! fofissimo

    ResponderExcluir
  12. Já ouvi falar muito desse livro, coisas boas e ruins, mas confesso que sempre fiquei curiosa. Essa parte dos e-mails parece muito interessante. Adorei sua resenha, me deixou ainda mais curiosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Já cheguei a colocar esse livro em minha wishlist mas acabei tirando-o de lá.Pode ser todo e fofo e tal mas não sei se gostaria do livro em formato de email e tals e também vi vários comentários de pessoas que se decepcionaram com ele. Isso me deixou com um pé atrás em relação à história

    ResponderExcluir
  14. lindo esse livro e a resenha otima, tem uma tematica boa e bem atual!

    ResponderExcluir
  15. A resenha é ótima gostei muito e me interessei bastante pelo livro parecer ser muito legal essa historia eu li o comentário da Ingrid Santos e me peguei perguntando se ia gostar de um livro que é em formato de e-mail, e acho que vale a pena tentar e ver se ele será de meu agrado ou não.

    ResponderExcluir
  16. É um livro bonito e sem noção. A história é muito doida, nem parece história e sim uma correspondência roubada e juntada num livro. Lol...mas é bem legal.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo