20/04/2012

Resenha de "Estilhaça-me"

Estilhaça-me
  • Autor: Tahereh Mafi
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 304

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Olá para todos! Hoje trouxe a resenha de um dos lançamentos da Editora Novo Conceito que eu mais estava esperando. Estilhaça-me para quem não sabe trata-se de uma distopia, e eu realmente estou encantada com esse novo gênero literário, então vocês já sabem o motivo da minha curiosidade imensa.

Em Estilhaça-me somos apresentados a Juliette, uma cidadã da nova sociedade proposta pela autora Tahereh Mafi, onde O Restabelecimento comanda o governo do novo mundo. Só que Juliette não é comum. Ela possui um poder bem peculiar: ao tocar qualquer ser humano, ela pode matá-lo. Por esse motivo, ela foi trancafiada em um manicômio até ser descoberta por um líder do governo em que visava utilizá-la para benefício na expansão de seu poder.

A narrativa contida no livro é bem diferente do que já li. Sendo em primeira pessoa, a autora explorou bastante as opiniões e ações da personagem, mas, além disso, por se tratar em certos pontos como um diário, ao longo das páginas podemos observar riscos sobre algumas expressões sinceras que Juliette quis de certa forma esconder. Pode ser meio confuso inicialmente, mas eu achei bem dinâmico a proposta e o livro flui muito bem.

Além de Juliette, dois outros personagens se destacam. Adam, que é um personagem muito, extremamente, fofo e superprotetor. Só por isso ele já me encantou, mesmo assim durante o livro, ele insiste em ter atitudes ainda melhores do que as anteriores. Não tem como não gostar dele.

Em contrapartida, temos Warner, o líder de um segmento do governo que resgatou Juliette e tem interesse em usá-la para sua expansão de poder. Ele é bem egocêntrico e não mede esforços para passar por cima de coisas que atrapalham seus objetivos. Mesmo sendo meio maluco, gostei da construção desse “vilão” e de mistérios não revelados sobre seu passado que de certa forma o faz tomar muitas decisões.

O livro é muito rápido de se ler e eu adorei! Adorei mesmo! Tenho que ressaltar que a história toda me lembrou muito, muito mesmo X-men. Eu sou maluca por x-men e isso só me fez adorar ainda mais a história. É claro que eu fiquei refletindo se isso foi proposital da autora (não estou dizendo por plágio ou clichês), porém mesmo com ideias muito parecidas com as apresentadas no mundo dos mutantes, principalmente ao final do livro, eu espero mais do desenvolvimento dos outros volumes.

Com certeza eu recomendo. Estilhaça-me entrou no Hall de distopias que mais gosto. Coloco como a terceira que mais gosto, visto que ainda tenho outras na fila para ler. Esse livro foi apenas um início de tudo o que a autora pode crescer e dar vida. Mal posso esperar pela continuação.


Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Opa, mais uma pessoa falando bem de Estilhaça-me, pelo visto preciso ler logo, ele ta aqui na minha pilha mas até agora ainda não tinha me animado muito não, acho que será a minha próxima leitura....espero gostar também.

    Não conhecia seu blog, gostei daqui e ja estou seguindo. Conheci ele através do You Tube.

    Vanessa - Balaio

    ResponderExcluir
  2. AHh
    Adam é mesmo aquela coisa maravilhosa da vida... Ele é o que salva Julliet da loucura -fato!
    Realmente a narrativa no inciio causa um baque, mas depois a gente descobre que ela é super conveniente!
    E sim Warner ainda tem mt a revelar!
    E acho que a coisa com x-men foi proposital! Lembra um pouco mesmo, mas ela foi por outro caminho, misturando distopia e tudo mais!

    bjsss
    Hey Evellyn!

    ResponderExcluir
  3. O começo do livro é meio confuso mesmo por causa da narrativa, mas o livro logo engrena e fica bacana. Pensei que não ia gostar porque via as pessoas dizendo que o foco dessa distopia era mais o romance e não achei tanto assim. Eu gostei do romance no livro.

    Ah, quanto a dizer que lembra *-***, eu bato na tecla que acho que é spoiler kkk Tá que a primeira coisa que me veio à mente ao saber que a personagem não podia tocar em ninguém foi uma das personagens de *-***, mas não esperava que a autora fosse levar a história para esse lado.

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei o livro, mas ele precisou de algo mais, acho que estava esperando uma coisa diferente do livro.

    ResponderExcluir
  5. Estou morrendo de vontadde de ler só pelo que vc me falou. Parece ser muito legal e como todas as distopias que li até agora gostei, fiquei mais interessada ainda em ler. Ótima resenha ^.^

    ResponderExcluir
  6. Ai meu deus voce falou tao bem desse livro - e eu tambem adoro as distopias - que PRECISO URGENTEMENTE ler esse livro.
    Parabens pela resenha
    bjinhos

    ResponderExcluir
  7. Oiii, cara eu li este livro e posso dizer que está entre os meus preferidos.É envolvente e tentador. E o Adam ah meus deus o Adam, no coments. Belíssima resenha.

    ResponderExcluir
  8. Aprendi o que era "distopias" a pouco tempo, mas já sei que gosto do genero. Este livro me foi indicado por uma leitora do meu blog, que também adorou. Já sei que é voltado ao público juvenil, mas se não for muito raso sei que vou gostar também.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  9. To querendo mais esse livro ainda... OMG! Parabéns pela resenha, ela ficou muito boa mesmo, e esse tipo "vampira" da Juliette me deixa mais fascinada por ela ainda! bjus

    ResponderExcluir
  10. Eu quero muiiiito esse livro!!! nossa falam tanto dele!! *-*

    ResponderExcluir
  11. Pois é quero ler logo Estilhaça-me, possivelmente será minha proxima leitura, mas fiquei meio desanimada, será que a editora vai adotar esse mesmo padrão de capa no proximo livro? Será uma pena se mudar. Bjsks

    ResponderExcluir
  12. Fui no evento ,gostei de história ,mas ainda não esta no topo da minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  13. amei o livro! esperando o proximo

    ResponderExcluir
  14. Stephania de Souza Ferreira15 de novembro de 2012 05:51

    ei li axando q era unico, e nao serie, q decepção... mas a historia é meio interessante...

    ResponderExcluir
  15. Oie,
    Amei a resenha!
    Conhecendo seu blog agoraa.
    Estilhaça-me é muiito bom. :p Eu já lir, e ameii !

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Adoro distopias e nem preciso dizer dizer que amei Estilhaça- me e que achei a Juliette maravilhosa.
    Gosto muito da história criada pela autora e estou muito ansiosa pelo lançamento do próximo livro.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  17. Eu comprei esse livro já faz um tempo, mais ainda não tive tempo de ler ;/ Mas vejo tantas recomendações.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Eu ainda não li o livro, mas gostaria muito ele parece ser muito bom mesmo, tenho muita curiosidade de ler ele, quem sabe né.

    ResponderExcluir
  19. O livro parece daqueles que a cada página vc espera que algo aconteça. Que nos mantém presos a cada linha!
    De verdade, fiquei com muita vontade de ler!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo