10/01/2017

Dica | Livros para Férias e Verão


Ahh as férias e o verão! A melhor época do ano para muitas pessoas. Eu - particularmente - acho uma ótima época para histórias serem escritas e facilmente me conquistarem. Por isso mesmo, resolvi fazer essa dica rapidinha de três livros leves, contemporâneos e que se passam nesse período de férias e/ou verão em algum momento. 

Lola e o Garoto da Casa ao Lado faz parte da trilogia escrita pela autora Stephanie Perkins que tem Anna e o Beijo Francês antes e Isla e o Final Feliz depois. Lola tem um lugarzinho especial no meu coração especialmente por ser um livro sem pretensão nenhuma e por trazer uma protagonista bem diferente e sem preocupação com o que pensam a seu respeito. Fora que o romance é daqueles tão fofos, tão fofos, que dá vontade de colocar em um potinho e deixar na estante enfeitando. Da trilogia, ele é o meu favorito justamente por isso. 
A Caminho do Verão da Sarah Dessen - uma das minhas autora favoritas - não é nem de longe meu favorito dela. Apesar disso, ele com certeza entra nessa categoria. Não só por já ter a palavra verão no título, mas por conter toda essa atmosfera de calor e férias no enredo todo. Fora a história propriamente dita da protagonista, que não é nada rasa e conta com alguns problemas adolescentes que são discutidos de forma bem sutil e delicada - essa é a maravilha da autora em todos seus livros. Só de ver a capa dele já me dá vontade de pegar uma bicicleta, pedalar pela praia e tomar um sorvete. 
Para todos os garotos que já amei da Jenny Han já deve ser bem conhecido por todos vocês, principalmente por ser o mais recente. Quis colocá-lo na lista, não por fazer tanta parte do contexto verão assim, mas por estar nesse tema levinho e gostoso de ser lido nessa época do ano. Acho que existem épocas que merecemos leituras leves. Entre leituras de livros muito grossos, livros muito densos e por quê não, estações do ano e temperaturas? Por isso, acho que essa autora e essa trama se encaixou tanto aqui, já que seus livros são tão desprendidos e possuem alguns momentos fofos da adolescência. Achei que merecia.

Aviso rápido: Minha gente. O assunto agora é sério: ficarei um tempo afastada do blog por motivos de saúde. Estou fazendo um tratamento que precisa de um cuidado um pouco mais redobrado, então preciso seguir a risca. O blog talvez não fique tão desatualizado por conta dos posts dos colaboradores, mas eu vou demorar um pouco para voltar, ok? Peço para mandarem muitas energias positivas nesse momento. 😊

30/12/2016

Melhores Leituras de 2016


YAY! Mais um ano repleto de leituras maravilhosas pelo menos isso, né 2016? Publiquei no instagram uma foto dizendo que não tinha meta de livros esse ano. Estou bem desapegada com isso, porque em cada momento da vida temos um ritmo diferente. Para quê colocar um número? Esse ano li 43 livros - menos que os outros anos? Sim - e fiquei bem feliz com isso, já que existiram diversos fatores para que eu lesse bem menos. 

Fiz um Top 5 de livros preferidos em 2016. E - por destino - todos eles são de fantasia. E narrados por uma protagonista super girl power. Não poderia ser diferente, esse vem sendo meu gênero literário preferido se vocês souberem de mais algum título, podem me indicar. Mesmo eles sendo relativamente grandes em número de páginas, não me incomodei nenhum pouco. Inclusive, li alguns desses mais rápido do que outros bem mais finos. Vamos aos melhores do ano? (não vou especificar tanto da história, porque temos resenhas deles aqui no blog 😊)


5º lugar - Uma Chama Entre as Cinzas

Esse livro foi a grande surpresa do ano para mim. Não apostava minhas fichas nele, recebi de cortesia e resolvi dar uma chance. Descobri uma fantasia incrível, com uma protagonista que começou bem apagada, para ir crescendo aos poucos e mostrar o quão forte pode ser. É uma das continuações que mais estou esperando em 2017. Fiquei muito tentada a ler todo e qualquer livro da Sabaa Tahir daqui por diante.

4º lugar - Dama da Meia-Noite

Os livros da Cassandra Clare sempre tem um lugarzinho especial nos favoritos de cada ano e não poderia ser diferente nesse. Dama da Meia-Noite é o primeiro livro de sua nova trilogia, trazendo personagens fortes e conturbados, além de uma narrativa incrível. Achei a melhor trama construída e escrita por ela - muito por conta do encontro de todas as suas histórias nesse volume. O segundo volume de Os Artifícios das Trevas é o outro livro que está na minha lista desesperada para ler em 2017.

3º lugar - Lembrança - A Mediadora 7

Eu realmente não poderia deixar o revival de uma das minhas séries literárias da adolescência favoritas. Foi uma surpresa e - um certo receio - ver que a Meg Cabot iria lançar mais um livro da série A Mediadora. Esperei ansiosamente o lançamento em terras brasileiras. E ler esse livro me deu um sopro de nostalgia tão bom! O medo foi embora e mostrou o quão boa autora a Meg pode ser em continuações tão distantes. Todas as personalidades dos personagens estavam ali. Toda a emoção em reencontrá-los. Foi maravilhoso.

2º lugar - A Rainha das Sombras - Trono de Vidro 4

Quando terminei esse livro, eu tinha certeza que ele seria minha melhor leitura do ano. Ia ser muito difícil batê-lo, até porque Trono de Vidro está sendo a minha série favorita de livros atualmente. Tudo o que eu achei que tinha vivido e sentido no terceiro livro, foi muito maior e mais do que esperava. A Sarah J. Maas tem uma coisa incrível como autora. A cada livro, ela só vai crescendo mais e mais. História, personagens. É uma coisa de maluco. O quinto volume dessa série também se encontra na categoria desespero de 2017.

1º lugar - Corte de Névoa e Fúria

Lembra que eu disse aí em cima que eu achei que o quarto volume de trono de vidro seria a melhor leitura do ano? Imaginem minha reação quando OUTRO livro de OUTRA série da mesma autora me faria tirá-lo do posto. Eu simplesmente não sei descrever o que senti lendo Corte de Névoa e Fúria. Foi um sentimento muito parecido com o que tive na finalização de Princesa Mecânica - e isso significa muito para mim. Esse livro conseguiu crescer de forma exponencial, mesmo fazendo mudanças drásticas do que foi proposto no primeiro volume. Eu sinceramente não sei o que esperar para o próximo volume. Os outros estão na categoria desespero, né. Esse é na categoria "pelo amor de Deus não sei o que fazer da vida". Só um pouco de drama. 

Um Feliz Ano Novo para todos vocês. Muito obrigada por acompanhar o Memórias Literárias por mais um ano! Sou eternamente grata!


27/12/2016

Melhores Séries de 2016


2016 foi um ano excelente em matéria de estreia de seriados aparentemente só para isso mesmo, porque o resto. Fiz uma listinha com quatro seriados que estrearam em 2016 - mentira, tem um antigo. Mas eu só comecei a ver esse ano - e que entraram para minha lista de favoritos. Até da vida, se bobear. Netflix ocupou 50% das escolhas e poderia ter sido mais, mas quis equilibrar as escolhas. Todo amor a Netflix 💓

Victoria foi a série que mais me conquistou em 2016. Já fiz um post aqui no blog indicando e falando um pouco a vocês a respeito dela. Para quem ainda não sabe - eu falo sobre isso sempre - eu gosto muito da história da Inglaterra e da monarquia britânica. E, para completar, o meu período favorito na história deles, é a Era Vitoriana - onde Victoria era rainha. Por isso, essa série da ITV me marcou tanto: além de contar a história que mais gosto, ela é lindíssima. Muito bem feita, com atores maravilhosos. Ela estreou com 8 episódios e já foi renovada graças a Deus para a segunda temporada. É muito amor envolvido!
The Last Ship foi um achado de final de ano. Na verdade, foi a indicação de uma amiga mesmo que me convenceu contando o enredo. E, é claro, que o Eric Dane é o protagonista - saudades Mark Sloan em Grey's. Só que eu não contava com uma coisa: que eu iria viciar completamente. A série já tem 3 temporadas de 13 episódios - com exceção da primeira que possui 10 - e foi renovada até a quinta. Basicamente, ela consiste em uma missão que um dos navios da Marinha Americana precisa realizar: achar a cura de uma doença que está dizimando completamente a raça humana. Olha... eu nunca senti tanta raiva de uma série na vida - e eu assisto muitas. A minha raiva é com o quão verídica ela pode se tornar e o quão horrível o ser humano pode ser. Comecei domingo passado e já estou na terceira temporada, só para vocês sentirem meu desespero. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: SD DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo